Faculdades de Medicina do Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Prédio da Faculdade de Medicina da Bahia por volta de 1900
Prédio da Faculdade de Medicina da Bahia por volta de 1900
Prédio da Faculdade de Medicina da Bahia em 2009
Prédio da Faculdade de Medicina da Bahia em 2009

Após abrir os portos do Brasil às nações amigas de Portugal, o príncipe regente D. João VI assinou, em 18 de fevereiro de 1808, o documento que deu início ao ensino da medicina ao criar a primeira das faculdades de medicina do Brasil, a Escola de Cirurgia da Bahia (atualmente, a FAMEB da UFBA).[1] Em 5 de novembro do mesmo ano foi criada por D. João, por Carta Régia a Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro da UFRJ, com o nome de Escola de Anatomia, Medicina e Cirurgia e instalada no Hospital Militar do Morro do Castelo.[2]

A interiorização do ensino da medicina começou somente em 1950 quando foi fundada a primeira faculdade de medicina do interior do Brasil, a Faculdade de Medicina de Sorocaba da PUC-SP.[3]

Visão geral[editar | editar código-fonte]

No Brasil, até julho de 2014, havia 241 escolas médicas em atividade, mais uma federal em implantação no Rio Grande do Norte, com previsão para início do curso em 2014. São 134 particulares, 67 federais, 32 estaduais e 8 municipais, nas quais 21 027 estudantes completam o diploma por ano. De 2000 a 2014, foram criadas 135 escolas médicas: 47 públicas e 88 particulares.[4] A China, com mais de 1 bilhão e 300 milhões de habitantes, possui 150 cursos médicos; os Estados Unidos, com população de mais de 300 milhões, conta com 131 faculdades de medicina.[5] O Estado de São Paulo é o que possui mais faculdades (41 no total), seguido de Minas Gerais com 36 escolas. Há uma oferta desproporcional das vagas no país: o Tocantins oferece uma vaga para 4 694 habitantes. No Maranhão, o estado com menos vagas por número de habitantes, a proporção é de uma vaga para 17 953 habitantes. Em São Paulo há uma vaga para 10 791 habitantes e em Minas Gerais, uma vaga para 6 809 habitantes.[6]

O maior hospital universitário do país é o Hospital das Clínicas da FMUSP com 1 326 leitos, sendo 1 279 do SUS.[7] O menor é o Hospital Universitário Ana Bezerra, da UFRN, com 51 leitos (todos do SUS).[8]

A Universidade Federal de Minas Gerais é a que mais forma médicos, com 320 vagas anuais. A faculdade com o menor número de vagas é a Faculdade de Medicina da Universidade Estadual de Montes Claros em Minas Gerais, com 28 vagas/ano.[9]

Segundo dados de julho de 2014, a mensalidade mais cara é da Faculdade de Medicina de Marília, estado de São Paulo: R$ 8 886,82. A mais barata é da Faculdade UnirG, em Gurupi, estado do Tocantins: R$ 2 841,75.[10]

Lista[editar | editar código-fonte]

Lista das faculdades e cursos de medicina brasileiros organizada segundo o estado de localização, com dados de maio de 2014.[11]

Acre[editar | editar código-fonte]

Alagoas[editar | editar código-fonte]

Amapá[editar | editar código-fonte]

Amazonas[editar | editar código-fonte]

Bahia[editar | editar código-fonte]

Ceará[editar | editar código-fonte]

Distrito Federal[editar | editar código-fonte]

Espírito Santo[editar | editar código-fonte]

Goiás[editar | editar código-fonte]


Maranhão[editar | editar código-fonte]

Mato Grosso[editar | editar código-fonte]

Mato Grosso do Sul[editar | editar código-fonte]

Minas Gerais[editar | editar código-fonte]

Pará[editar | editar código-fonte]

Paraíba[editar | editar código-fonte]

Paraná[editar | editar código-fonte]

Pernambuco[editar | editar código-fonte]

Piauí[editar | editar código-fonte]

Rio Grande do Norte[editar | editar código-fonte]

Rio Grande do Sul[editar | editar código-fonte]

Rio de Janeiro[editar | editar código-fonte]

Rondônia[editar | editar código-fonte]

Roraima[editar | editar código-fonte]

Santa Catarina[editar | editar código-fonte]

São Paulo[editar | editar código-fonte]

Sergipe[editar | editar código-fonte]

Tocantins[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. FaMeB. Faculdade de Medicina da Bahia - Histórico.
  2. UFRJ. Faculdade de Medicina da UFRJ - História.
  3. Escolas Médicas do Brasil. Campus Sorocaba- PUC-SP - Dados da Instituição.
  4. Escolas Médicas do Brasil. Escolas médicas criadas neste século.
  5. Escolas Médicas do Brasil. Abertura indiscriminada de faculdades de medicina vai terminar em tragédia, alertam médicos - Jul/2010.
  6. Escolas Médicas do Brasil. Estatística.
  7. Ministério da Saúde (Novembro de 2013). Leitos - HC DA FMUSP Hospital das Clínicas - SP.
  8. Ministério da Saúde (dezembro de 2013). Leitos_Hospital Universitário Ana Bezerra.
  9. Escolas Médicas do Brasil. Todas as Escolas Médicas do Brasil. Página visitada em 3/12/2013.
  10. Escolas Médicas do Brasil. Valores das Mensalidades dos Cursos de Medicina Privados.
  11. Escolas Médicas do Brasil. Escolas por Estado. Página visitada em 1/6/2014.
  12. CEUB-25/03/2013. Aprovado o curso de Medicina. Página visitada em 19/4/2013.
  13. CEUB-20/05/2013. Abertas as inscrições para o Vestibular de Medicina. Página visitada em 14/6/2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]