Fair Antigua, We Salute Thee

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.


Fair Antigua, We Salute Thee
Letra Novelle Hamilton Richards
Composição Walter Garnet Picart Chambers
Adotado 1967

Fair Antigua, We Salute Thee é o hino nacional de Antígua e Barbuda. Escrito por Novelle Hamilton Richards e com música composta por Walter Garnet Picart Chambers, foi adoptado após a independência, em 1967. O God Save the Queen continua como Hino real.

Letra em inglês[editar | editar código-fonte]

Fair Antigua, we salute thee!
Proudly we this anthem raise
To thy glory and thy beauty,
Joyfully we sing the praise
Of the virtues, all bestowed
On thy sons and daughters free;
Ever striving, ever seeking,
Dwell in love and unity.

Raise the standard! Raise it boldly!
Answer now to duty's call
To the service of thy country,
Sparing nothing, giving all;
Gird your loins and join the battle
'Gainst fear, hate and poverty,
Each endeavouring, all achieving,
Live in peace where man is free.

God of nations, let Thy blessings
Fall upon this land of ours;
Rain and sunshine ever sending,
Fill her fields with crops and flowers;
We her children do implore Thee,
Give us strength, faith, loyalty,
Never failing, all enduring
To defend her liberty.

Tradução[editar | editar código-fonte]

Bela Antígua, nós te saudamos!
Entoamos este hino com orgulho
Pela tua Glória e Beleza,
Alegremente cantamos em louvor
Das virtudes, todas elas outorgadas
Livremente aos teus filhos e filhas;
Sempre combatendo e demandando,
Vivemos em amor e unidade.

Levantai o estandarte com ousadia!
Respondei agora ao chamamento do dever
Ao serviço do teu país,
Nada guardando, tudo dando;
Armai-vos e juntai-vos à Batalha
Contra o medo, o ódio e a pobreza,
Conseguindo todos, pelo esforço de cada um,
Vida em paz onde o homem é livre.

Senhor das Nações, que as tuas bênçãos
Caiam sobre a terra dos nossos;
Que não nos falte chuva e sol;
Enche os campos de flores e colheitas;
Nós, filhos desta Terra te imploramos,
Dá-nos força, fé e lealdade,
Nunca vacilando, perseverando todos
Para defender a sua liberdade.