Faixa de transição morfoclimática

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Faixa de transição morfoclimática é uma região geográfica que apresenta uma mistura dos elementos naturais, isto é, a região apresenta-se heterogênea e nela se encontra a diversidade nas formas de relevo, do clima, da vegetação, nos tipos de rios ou dos solos.

Um exemplo é o Pantanal mato-grossense.

Faixas de transição são áreas intermediárias entre as regiões naturais, muitas vezes agrupam características de dois ou mais dominios morfoclimáticos. Um exemplo de faixa de transição é a região do Pantanal, que ocupa partes do sudoeste do Mato Grosso e oeste do Mato Grosso do Sul. O Pantanal possui uma vegetação bastante diversificada, composta por florestas, cerrados e até mesmo espécies típicas da Caatinga. O relevo do Pantanal é formado por uma vasta planície, com rios volumosos. O clima é quente, com uma estação chuvosa (de novembro a abril) e outra de seca (de maio a outubro). Na estação chuvosa os leitos dos rios transbordam e as águas inundam grande parte da planície.

Da mesma forma como os climas, que não possuem limites abruptos entre eles, a mudança de uma vegetação para outra ocorre de uma forma gradual, gerando desta forma as Áreas de transição, que também pode atravessar o rio com essa divisao.