Fajã de Fernando Afonso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Fajã de Fernando Afonso pertence à freguesia dos Rosais, Concelho de Velas e costa norte da ilha de São Jorge. Situa-se entre a Fajã Amaro da Cunha e a Fajã Mata Sete. Quem vai até ao Parque das Sete Fontes e daqui se desloca até ao Miradouro da Fajã de Fernando Afonso e olha para baixo pode avistar esta fajã com todo o seu encanto.

Fajã Fernando Afonso.

Pequena fajã encantada. Tinha duas casas onde as pessoas ficavam durante o período de cultivo das terras e vindimas, tanto de Inverno, como de Verão.

Como não podia deixar de ser as terras eram cultivadas de vinha, hortaliças, batata e inhames. O vinho era feito em lagares improvisados e fora das casas.

Mais uma vez foi o terramoto de 1980, ocorrido a 1 de Janeiro de 1980 o grande causador dos problemas desta fajã. Aos poucos as pessoas deixaram de cultivar as terras e a vinha deixou de ser tratada. Os campos aos poucos foram deixados ao abandono. Actualmente ainda existe alguma vinha na nesta fajã pois as suas uvas são de grande quantidade.

O mesmo tremor de terra destruiu a única fonte existente na fajã que corria todo o ano e com grande abundância de água pura e muito fresca.

Actualmente a fajã é ainda procurada para a pesca, pois tem excelentes pesqueiros e muito abundantes em pescado.

Como não podia deixar de ser mais uma vez a ausência do homem veio beneficiar a fauna e a flora.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre geografia dos Açores é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.