Fakaleiti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Um fakaleiti (ou leiti ou fakafefine ou lady) é um homem tonganês que se comporta de forma feminina, em contraste com a característica dos homens de Tonga, que tendem a ser muito masculinos.

Embora fakaleiti em Tonga não esteja necessariamente associada com transgêneros ou identidades gays e lésbicas no mundo ocidental, aqueles que crescem em comunidades migrantes tonganesas na Nova Zelândia, Austrália e nos Estados Unidos podem encontrar um maior nível de comunidade e de afinidade com identidades similares aos fakaleiti de Tonga.

O termo fakaleiti (com um i longo no final) é composto pelo prefixo faka-(à maneira de) e o empréstimo lady (senhora) do inglês. Os próprios Fakaleiti preferem chamarem a si mesmos leiti ou ladies. Fakaleiti ou fakafefine são semelhantes aos samoanos fa'afafine e aos havaianos mahu.


Referências[editar | editar código-fonte]

  • Besnier, Niko. 1994. Polynesian Gender Liminality Through Time and Space. In Third Sex, Third Gender: Beyond Sexual Dimorphism in Culture and History. Gilbert Herdt, ed. Pp. 285-328. New York: Zone.
  • Besnier, Niko. 1997. Sluts and Superwomen: The Politics of Gender Liminality in Urban Tonga. Ethnos 62:5-31.
  • Besnier, Niko. 2002. Transgenderism, Locality, and the Miss Galaxy Beauty Pageant in Tonga. American Ethnologist 29:534-566.
  • Besnier, Niko. 2004. The Social Production of Abjection: Desire and Silencing Among Transgender Tongans. Social Anthropology/Anthropologie Sociale 12:301-323.
  • James, Kerry E. 1994. Effeminate Males and Changes in the Construction of Gender in Tonga. Pacific Studies 17(2):39-69.
Ícone de esboço Este artigo sobre LGBT é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.