Falha Setentrional da Anatólia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wiki letter w.svg
Por favor melhore este artigo ou secção, expandindo-o. Mais informação pode ser encontrada no artigo «Faille nord-anatolienne» na Wikipédia em francês e também na página de discussão. (fevereiro de 2011)
Mapa da Placa da Anatólia e as suas principais falhas geológicas
Magnitudes dos escorregamentos verificados durantes os terramotos na Falha Setentrional da Anatólia durante o século XX

A Falha Setentrional da Anatólia ou Falha do Norte da Anatólia (em turco: Kuzey Anadolu Fay Hattı; sigla em inglês: NAF) é uma falha geológica do tipo transformante que corre ao longo do norte da Anatólia no limite entre as placas tectónicas Euro-Asiática e da Anatólia. Estende-se para oeste numa extensão de cerca de 1000 km, desde a junção com a Falha Oriental da Anatólia, na junção tripla de Karliova, no leste da Turquia e prolonga-se até aos mares Egeu e de Mármara, passando a cerca de 20 km a sul de Istambul.[nt 1]

A falha está na origem do elevado risco sísmico da Turquia e de vários terramotos de grandes proporções.[1] [nt 2]

Características[editar | editar código-fonte]

A maior parte da Turquia situa-se sobre a microplaca tectónica da Anatólia, a qual é empurrada para ocidente pelas placas eurasiática e arábica. A falha setentrional da Anatólia corresponde ao escorregamento lateral, ao ritmo de cerca de 20 mm por ano, entre a placa eurasiática e a placa anatólia.[1] [nt 2]

A principal diferença em relação à Falha de Santo André é que a distribuição espacial das ruturas é muito aliatória, caracterizando-se a falha do norte da Anatólia por sequências de ruturas impressionantes.[1] [nt 2]

Maiores sismos ao longo da falha[editar | editar código-fonte]

Desde o desastroso terramoto de Erzincan de 1939, registaram-se sete sismos de magnitude superior a 7,0 na escala de Richter, cada um deles ocorrido em pontos progressivamente mais ocidentais. Os sismólogos que estudam este padrão acreditam que os sismos ocorrem em "tempestades" que duram algumas décadas e que uns sismos deflagram outros. Pela análise das pressões causadas ao longo da falha em cada terramoto, os cientistas foram capazes de prever o sismo que atingiu a cidade de İzmit de forma devastadora em agosto de 1999. Supõe-se que a série ainda não está completa e que se verificará brevemente um terramoto mais a oeste ao longo da falha, possivelmente na densamente povoada cidade de Istambul.[nt 1]

Ano Dia-mês Hora
local
Nome Epicentro Local mais próximo do epicentro Escala de magnitude
de momento
Baixas
Localidade Província Mortos Feridos
1939 26 de dezembro 01:57 Terramoto de Erzincan de 1939 39° 46' 12" N 39° 31' 48" E Erzincan Erzincan 7,9 32 962  
1942 20 de dezembro 16:03 Terramoto de Niksar-Erbaa de 1942 40° 52' 12" N 36° 28' 12" E Niksar e Erbaa Tokat 6,9 3 000  
1943 26 de novembro 00:20 Terramoto de Tosya-Ladik de 1943 41° 03' N 43° 12' E Tosya Kastamonu 7,7 4 000  
1944 1 de fevereiro 05:22 Terramoto de Bolu-Gerede de 1944 41° 24' N 32° 42' E Safranbolu (embora o nome se refira às cidades de Bolu e Gerede, na província de Bolu) Karabük 7,5    
1949 17 de agosto 20:43 Terramoto de Karlıova de 1949 39° N 40° 30' E Karlıova Bingöl 7,1 320  
1951 13 de agosto 20:33 Terramoto de Kurşunlu de 1951 40° 52' 48" N 32° 52' 12" E Kurşunlu Çankırı 6,9 50 3354
1957 26 de maio 08:33 Terramoto de Abant de 1957 40° 42' N 30° 54' E Hendek Sakarya 6,8 52  
1966 19 de agosto 05:15 Terramoto de Varto de 1966 39° 12' N 36° E Varto, Hınıs Muş, Erzurum 6,9 2 394 1 489
1967 22 de julho 18:57 Terramoto de Mudurnu de 1967 40° 43' 12" N 30° 48' 36" E Mudurnu Bolu 7,1 86 332
1971 22 de maio 18:43 Terramoto de Bingöl de 1971 38° 48' N 40° 30' E Bingöl Bingöl 6,8 1 000  
1992 13 de março 19:18 Terramoto de Erzincan de 1992 39° 42' 36" N 39° 36' 18" E Erzincan Erzincan 6.9 497 2 000
1999 17 de agosto 03:02 Terramoto de İzmit de 1999 40° 42' 7" N 29° 59' 13" E İzmit Kocaeli 7,4 17 480 23 781
1999 12 de novembro 18:57 Terramoto de Düzce de 1999 40° 49' 12" N 31° 13' 48" E Düzce Düzce 7,2 759 [2] 4 948

Notas

  1. a b Trecho baseada na tradução do artigo artigo «North Anatolian Fault» na Wikipédia em inglês (acessado nesta versão).
  2. a b c Trecho baseada na tradução do artigo artigo «Faille nord-anatolienne» na Wikipédia em francês (acessado nesta versão).

Referências

  1. a b c Péril en mer de Marmara. Évaluation des risques sismiques dans la région d’Istanbul (em francês). www.cnrs.fr. Centre National de la Recherche Scientifique (julho 2003). Arquivado do original em 16 de setembro de 2008. Página visitada em 16 de fevereiro de 2011.
  2. Ansal, A., et all. (26 de novembro de 1999). Initial Geotechnical Observations of the November 12, 1999, Düzce Earthquake (em inglês). Geotechnical Earthquake Engineering Server (GEES.usc.edu). Universidade do Sul da Califórnia. Arquivado do original em 20 de maio de 2008. Página visitada em 16 de fevereiro de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre Geologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.