Família Chigi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Brasão da família Chigi

Os Chigi são uma família nobre italiana originária de Siena. Entre os seus membros encontram-se diversos cardeais e papas, como o Papa Alexandre VII.

A família detinha em Siena o castelo de Macereto), e descende de um ramo colateral dos condes Ardengheschi.[1] Inicialmente família de banqueiros, tornou-se nobre nos finais do século XIV.

Deu à Igreja um beato, Giovanni da Lecceto (1300-1363), eremita, recordado por ter socorrido os necessitados no decurso da grande epidemia de peste negra de 1348, recordada por Boccaccio no Decameron, e a beata Ângela, eremita também (século XIV). Tornaram-se proeminentes em Siena com Mariano (1439-1504), famoso banqueiro que reconstruiu o palácio da família, e Sigismondo (1479-1525), que fez construir a Villa delle Volte e decorar o Palazzo Chigi de Siena.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Ingrid Drake Rowland, The correspondence of Agostino Chigi (1466-1520), Biblioteca apostolica vaticana, Roma 2001, Vol. 3, p. 91