Família real portuguesa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou secção:
Merge-arrows 2.svg
Foi proposta a fusão deste artigo ou se(c)ção com Monarquia de Portugal. Pode-se discutir o procedimento aqui. (desde dezembro de 2012)
Família real portuguesa
Casa de Bragança
Coat of Arms of the Kingdom of Portugal (1640-1910).png

Bandeira do Reino de Portugal (1830-1910) com as armas reais portuguesas.

A família real portuguesa era a família constituída pelo monarca e pelos seus familiares diretos (pai, mãe, esposa, filhos, netos e os bisnetos), que governavam soberanamente o Reino de Portugal.

Após a proclamação da República Portuguesa, a 5 de outubro de 1910, decretou-se a extinção da monarquia constitucional, e Portugal deixou de ter um monarca. O último Rei de Portugal, Manuel II, foi deposto por um golpe de estado conhecido como a Revolução de 5 de Outubro de 1910 e exilou-se no Reino Unido, onde acabou por morrer em 1932, não deixando descendência. Actualmente, reivindicam a titularidade de família real portuguesa os membros titulares da Casa de Bragança, a última soberana do Reino de Portugal, assim como do seu extinto império ultramarino.

No passado, aos diversos membros da família real, eram-lhes reconhecidos os seguintes títulos honoríficos:

Membros[editar | editar código-fonte]

Aquando da implantação da República Portuguesa[editar | editar código-fonte]

Reivindicações posteriores[editar | editar código-fonte]

Actualmente, os descendentes mais próximos do último rei da Casa de Bragança, reivindicam-se como legítima família real portuguesa, sendo os títulos honoríficos de Sua Alteza Real (S.A.R.) e de Sua Alteza (S.A.) igualmente reivindicados.

Família real desde 1750[editar | editar código-fonte]

Obs: * Os descentes de D. Pedro IV nascidos a partir de 1822 , ano em que tornou-se o imperador D. Pedro I do Brasil, eram designados como Príncipes e Princesas do Brasil e, após 1889, ano da proclamação da república, como Príncipes e Princesas de Orléans e Bragança; mas como os mesmos descendem de D. João VI, pertencem até hoje à família real portuguesa da Casa de Bragança.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]