Fantasia (psicologia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Fantasia é uma situação imaginada por um indivíduo ou grupo que não tem qualquer base na realidade em si (concreta), mas expressa certos desejos ou objectivos por parte do seu criador/paciente.

Fantasia é uma noção que encontra as mais diversas conceituações na psicologia.

O conceito de Freud que foi um Médico Militar na Primeira Guerra Mundial, relaciona a fantasia a um mecanismo ligado ao princípio do e ao Terror, no caso de Guerra. Pois os seus primeiros clientes foram os Soldados. Ou a um "prazer"(Criado pela vítima/cliente), mais tarde estudou. Que desejava em determinado sonhnteos e que distanciado do mundo externo, em que o indivíduo utiliza como uma busca incansável na insatisfação e/ou satisfação por meio da ilusão do sonho e consequente frustração não solucionada. Diferente do guerreiro - Soldado, que vivenciou o Inferno da Guerra, e não procura "revivenciá-lo" e/ou "vangloriar-se" em livros e outros, procura esquecê-lo, embora, por alguma sircunstância vivencial, um barulho mais forte o faz lembrar da Batalha, do Campo de Batalha.

Na mesma linha de seu Professor Freud. Carl Gustav Jung, define e conceitua a "fantasia", como expressão do fluxo ou agregado de imagens e idéias vindo do inconsciente, que produz uma atividade imaginativa, espontânea e criativa da psique, dessa forma já trabalhada pelo indivíduo, diferentemente do Soldado, que quer se livrar dessa "fantasia (Terror)", para ele, o Soldado.

Espécie de união entre os conteúdos inconscientes e conscientes, a fantasia é o resultado imediato de operação das estruturas arquetípicas. Jung classificou-a em "fantasias ativas", as que requerem o auxílio do ego para emergirem na consciência, e "fantasias passivas", aquelas que emergem diretamente do inconsciente, porém utilizando-se de conteúdos conscientes, no caso do Soldado, liga um barulho ao Campo de Batalha e um outro a "Beleza de um Rosto", ao "Prazer Sexual".

As "fantasias ativas" seriam altamente criativas, enquanto que as "passivas" seriam de natureza patológica. Ambas podem ser interpretadas, o caso de om Soldado e de um Civil.

O conteúdo das fantasias está intimamente ligado à criação artística, em ambos fatos, porém ambos são espectadores anormais e tem que se tornar normais, pela Psicanálise.

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Fantasia
Ícone de esboço Este artigo sobre psicologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.