Farim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Farim
Bandeira oficial de Farim
Brasão oficial de Farim
Bandeira Brasão
Coordenadas 12° 29' N 15° 13' O
País Guiné-Bissau
Região Região Oio
População  
  Cidade (2008 est.) 6.405

Farim é uma vila, a principal do Setor de Farim do norte da Guiné-Bissau. Ela situa-se na margem norte do rio Cacheu, cerca de 135 milhas rio acima a partir de Cacheu. População 6.405 (2008 est).[1]

História[editar | editar código-fonte]

Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido. Ajude e colabore com a tradução.

O primeiro estabelecimento português na região foi Cacheu, povoação fundada no contexto da Dinastia Filipina em 1588, mas sujeita administrativamente ao arquipélago de Cabo Verde. Após a Restauração Portuguesa (1640), retomou-se o povoamento da região, com a fundação das povoações de Farim e Ziguinchor. A colonização portuguesa irradiou-se então a partir da foz dos rios Casamansa, Cacheu, Geba e Buda, centrada no comércio de escravos.

Como as demais, a feitoria em Farim destinava-se a implementar o comércio de escravos com o Reino de Gabu, que englobava, além da Casamansa, a Guiné-Bissau e a Gâmbia, compreendendo várias etnias, como a Jola (majoritária até aos nossos dias), a Fula, a Banta e a Manjaco.


Referências

  • Richard Andrew Lobban, Jr. and Peter Karibe Mendy, Historical Dictionary of the Republic of Guinea-Bissau, 3rd ed. (Scarecrow Press, 1997 ISBN 0-8108-3226-7) pp. 160-163

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Guiné-Bissau é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.