Fast-food

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Batatas fritas e hambúrguer da cadeia estadunidense de fast-food McDonald's
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Fast-food

Fast-food [fést fud][1] (traduzido do inglês, significa "comida rápida") ou, em Portugal, também comida pronta, é o nome genérico dado ao consumo de refeições que podem ser preparadas e servidas em um intervalo pequeno de tempo. São comercializados, desta maneira, sanduíches, pizzas e pastéis (no Brasil), entre outros. Aplica-se comumente à comida vendida em lojas pertencentes às grandes redes de alimentação. O mesmo alimento, que, por vezes, é vendido como refeição rápida, pode também ser consumido em restaurantes.

O fast-food virou sinônimo de um estilo de vida estressante que vem sendo criticado desde o final do século XX. O principal movimento organizado de contraposição é chamado de slow food (traduzido do inglês, "comida lenta"), e teve sua origem na Itália, no ano de 1986.

Alimentos servidos nas ruas por vendedores ambulantes fazem parte de uma prática conhecida como street food (traduzido do inglês, "comida de rua"). É uma prática que remonta à Antiguidade e que tem presença em praticamente todas as regiões do mundo moderno, podendo ser considerado uma forma de fast-food.

Fast-food é o nome dado ao consumo de refeições preparadas em restaurantes como McDonald's, Giraffas, Burger King, Pizza Hut, Telepizza, Bob's, Habib's, entre outros.

Ver também[editar | editar código-fonte]

  • Fast-food no Brasil (do inglês fast + food = rápida + alimentação, ou comida-rápida, em português, é o conceito de tratar da alimentação como mero combustível)
  • Fast casual (fast + casual = rápida + descolado = é um conceito novo e crescente nos Estados Unidos, com decoração sofisticada e preço justo)
  • Slow Food (slow + food = lenta + comida = é o conceito de se manter a tradição culinária regional, de se preparar e de se degustar as refeições com calma)

Referências

  1. Dicionário escolar da língua portuguesa. 2ª edição. São Paulo. Companhia Editora Nacional. 2008. p. 576.
Ícone de esboço Este artigo sobre culinária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.