Fast Five

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fast Five
Velocidade Furiosa 5: Assalto no Rio (PT)
Velozes e Furiosos 5: Operação Rio (BR)
Pôster promocional
 Estados Unidos
2011 • cor • 130 min 
Direção Justin Lin
Produção Neal H. Moritz
Vin Diesel
Michael Fottrell
Roteiro Chris Morgan
Baseado em Personagens de
Gary Scott Thompson
Elenco Vin Diesel
Paul Walker
Dwayne Johnson
Michelle Rodriguez
Jordana Brewster
Tyrese Gibson
Chris "Ludacris" Bridges
Gênero Ação
Idioma Inglês
Música Brian Tyler
Cinematografia Stephen F. Windon
Edição Kelly Matsumoto
Fred Raskin
Christian Wagner
Estúdio Original Film
One Race Films
Distribuição Universal Pictures
Lançamento Estados Unidos 29 de Abril de 2011
Brasil 29 de Abril de 2011
Portugal 5 de Maio de 2011
Orçamento US$ 125 milhões[1]
Receita US$ 626.137.675[1] [2]
Cronologia
Último
Último
Fast & Furious
Fast & Furious 6
Próximo
Próximo
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Fast Five (no Brasil: Velozes e Furiosos 5: Operação Rio e em Portugal: Velocidade Furiosa 5: Assalto no Rio) é um filme estadunidense de 2011, do gênero ação, dirigido por Justin Lin e escrito por Chris Morgan. É o quinto filme da franquia The Fast and the Furious. Foi lançado primeiro na Austrália em 20 de abril de 2011, e depois nos Estados Unidos em 29 de abril de 2011. Entre os países lusófonos, Portugal, foi o primeiro a exibir o filme em 5 de maio de 2011,[3] no dia seguinte o filme é lançado no Brasil.[4] Fast Five segue Dominic Toretto (Vin Diesel), Brian O'Conner (Paul Walker) e Mia Toretto (Jordana Brewster) planejando um assalto para roubar US $100 milhões do corrupto empresário Hernan Reyes (Joaquim de Almeida), enquanto é perseguido pelo agente de serviço de segurança diplomática dos Estados Unidos (DSS), Luke Hobbs (Dwayne Johnson).

Ao desenvolver Fast Five, Universal Studios deliberadamente deixou o tema de corrida de rua, do qual era predominante nos filmes anteriores da série, para transformar a franquia em uma série de ação envolvendo roubos de carros. Ao fazer isso, eles esperavam atrair audiências mais amplas. Fast Five é considerado o filme de transição na série, com apenas um carro de corrida e dar mais atenção ao conjunto de cenas de ação, tais como tiroteios, brigas e roubos de U$ 100 milhões de dólares. A produção montou uma campanha de marketing, através de mídias sociais, jogos virtuais, redes de cinema e fabricantes de automóveis.

Fast Five alcançou o sucesso financeiro, quebrando recordes de bilheteria, sendo a segunda maior bilheteria da primavera nos Estados Unidos, e superando Fast & Furious (2009), se tornando o filme de maior bilheteria da franquia. Fast Five já arrecadou mais de U$ 625 milhões em todo o mundo, tornando-se o número 66 na lista de filme de maior bilheteria de todos os tempos, em dólares não ajustados, eo sétimo filme de maior bilheteria de 2011.

O filme foi elogiado pela crítica, que gostaram da combinação de comédia com ação; alguns críticos rotularam o filme até mesmo como o melhor filme da série. Johnson foi escolhido por sua performance, pelos críticos, como "a melhor coisa, de longe, em Fast Five", cenas envolvendo Johnson e Diesel, segundo críticos especializados foram, muitas vezes, os "melhores momentos do filme". Apesar da resposta positiva, outros criticaram o tempo de execução do filme, considerando-o demasiadamente longo. Revisores sul-americanos criticaram o retrato que o filme deu ao Rio de Janeiro, como um refúgio para o tráfico de drogas e corrupção, rotulando-o um "estereótipo". Uma sequência do filme, começou a ser desenvolvida em julho de 2012.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Depois de resgatarem Dominic Toretto (Vin Diesel) da prisão após baterem no ônibus que o transportava, Brian O'Conner (Paul Walker) e Mia Toretto (Jordana Brewster) fogem para o Rio de Janeiro, Brasil, onde encontram Vince (Matt Schulze), amigo de infância de Dom e desafeto de Brian desde o primeiro filme da franquia. Vince comenta sobre um trabalho que aceitou sobre roubar três carros esportivos de um trem, porém quando o assalto dá errado, Dom, Brian e Mia são responsabilizados pela morte de três agentes do Departamento de Justiça Norte-americano. Neste momento eles percebem que o empresário corrupto que comanda o Rio, Hernan Reyes (Joaquim de Almeida), quer silenciá-los.

À procura de descobrir o motivo da obsessão de Reyes pelos carros, eles desmontam um GT40, um dos carros roubados, e descobrem a existência de um chip contendo todas as informações sobre os carregamentos de Reyes. Esse é o momento onde eles decidem e planejam roubar 100 milhões de dólares do empresário e com isso comprarem sua liberdade. A formação de uma equipe é necessária, e, para isso, chamam um time de all-stars dos outros filmes da franquia, Han (Sung Kang), Roman Pearce (Tyrese), Tej Parker (Ludacris), Gisele (Gal Gadot), Tego (Tego Calderón) e Rico (Don Omar).

Com todos na capital carioca, o time se prepara para roubar todo o dinheiro de Reyes criando um esquema para no fim roubarem o cofre. Ao mesmo tempo, o agente Lucas Hobbs (Dwayne Johnson) e sua equipe do FBI os caça por toda a cidade até que enfim os encontra momentos antes do início da operação. Após um grande combate entre Hobbs e Torretto,so que pouco antes de Toretto matar Hobbs ele para por causa do pedido de sua irmã, o agente detém o mesmo junto a Mia e Brian. O veículo que conduzia todo a equipe policial e os prisioneiros ao aeroporto sofre uma emboscada que resulta na morte de Vince e também de todos os agentes, com excepção do oficial Hobbs, que foi salvo por Toretto e sua equipe.

Indignado com a morte de Vince, Dom quer dar continuidade ao plano mesmo com o alta possibilidade de falhar. A princípio toda a equipe se opôs, mas após o surpreendente apoio do agente Hobbs - querendo vingança por sua equipe - e da policial Elena Neves (Elsa Pataky), o grupo cede e apoia sua decisão.

A equipe de Toretto invade o estacionamento do batalhão de polícia e rouba 4 Dodge Chargers que são utilizados de maneiras diferentes no roubo do cofre. Dois deles, dirigidos por Brian e Toretto, são equipados para serem anexados ao cofre que será arrastado por toda a cidade enquanto que os outros dois, dirigidos por Pearce e Han, são utilizados na cobertura da fuga. Brian e Toretto percebem que não conseguirão fugir e Dom libera o carro de Brian alegando que ele tem agora uma família a criar (durante o filme é revelado que Mia está grávida). Dom executa uma manobra ousada dirigindo na contra-mão e abatendo todos os carros da polícia brasileira e também os do empresário, que apareceram durante a fuga. Apenas um dos capangas de Reyes sobrevive e quando este ia atirar em Dom, Brian surge matando-o. Na sequência, Hobbs e Neves aparecem, mas permitem que Dom tenha 24 horas de vantagem contanto que o cofre fique com o FBI. Ambos concordam e na sequência é mostrado que durante a fuga o cofre cheio é trocado por um cofre vazio. Tej consegue abrir o cofre e a partir daí o paradeiro de todos é revelado: Tego e Rico estão em Mônaco apostando todos os seus milhões em um cassino. Roman compra um Koenigsegg CCXR Edition, afirmando que havia apenas quatro em todo o mundo, e que ele tem o único no hemisfério ocidental, mas para sua surpresa, vê que não é o único, já que Tej revela que também adquiriu um, junto a sua nova oficina. Han e Gisele, os quais flertaram durante todo o filme, aparecem em uma fronteira de Berlim com um Lexus LF-A se dirigindo a Madri e afirmando que em breve irão para Tóquio. Brian e Mia surgem em uma praia do Pacífico Sul esperando seu filho e ganham a companhia de Dom e Elena que chegam em seu novo Dodge Challenger. O filme acaba com Brian desafiando Dom para uma última corrida, sozinhos e sem trapaças, em seus novos carros.

Após um vídeo gráfico apresentando os atores é mostrada uma cena extra, onde Hobbs está trabalhando em seu escritório quando recebe a visita da velha conhecida agente Monica Fuentes. Ela chega com um arquivo mostrando um ataque a um comboio militar em Berlim. Hobbs pergunta se é sobre Toretto. Após uma negativa de Fuentes ele mostra seu desinteresse que é facilmente contornado por Monica quando ela o orienta a continuar olhando e é revelada a foto da ex-namorada de Dom e até então falecida Letícia Ortiz (Michelle Rodriguez).

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

VinDieselMarch09.jpg
Paul Walker.jpg
JordanaBrewsterMarch09cropped.jpg
Cima para baixo: Diesel, Walker e Brewster reprisando seus papéis desde o original The Fast and the Furious (2001).
Ator / Atriz Personagem
Vin Diesel Dominic "Dom" Toretto
Paul Walker Brian O'Conner
Dwayne Johnson Agente Luke Hobbs [5]
Jordana Brewster Mia Toretto [6]
Tyrese Gibson Roman Pearce [7] [8]
Chris "Ludacris" Bridges Tej Parker [9]
Sung Kang Han Seoul-Oh [10]
Gal Gadot Gisele Yashar
Don Omar Rico Santos
Tego Calderón Tego Leo
Joaquim de Almeida Hernan Reyes [11]
Elsa Pataky Elena Neves
Matt Schulze Vince [12]
Michael Irby Zizi
Eva Mendes Monica Fuentes
Michelle Rodriguez Leticia "Letty" Ortiz

Produção[editar | editar código-fonte]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Em fevereiro de 2010, foi confirmado que um quinto filme, conhecido como Fast Five, estava entrando em produção da série Fast and Furious, e que estava sendo planejado um sexto filme. Também foi confirmado que Diesel, Walker, o escritor Chris Morgan e produtor Neal H. Moritz tinha retornado para desenvolver a nova sequência.[13] [14] Moritz disse que, após o sucesso do Fast & Furious (2009), que tinha reunido Diesel, Brewster, Walker e Rodriguez do filme original, a produção quis trazê-los de volta novamente para o próximo. Diesel sentiu que a história entre as personagens interpretados por ele próprio e Walker deve continuar, prevendo-se como três capítulos. Diesel também queria trazer de volta uma variedade de personagens que tinha aparecido em filmes anteriores sem interagir.[15]

A produção tinha a intenção de filmar em locações no Rio de Janeiro. No entanto, o governo porto-riquenho ofereceu incentivos fiscais no total de quase US $ 11 milhões, influenciando a decisão de filmar lá, usando Porto Rico para representar o Rio de Janeiro.[16] [17]

Universal pretende transformar a série de corridas de rua de ação em uma série de filmes de assalto com perseguições de carro, também comparou o filme como The Italian Job (1969) e The French Connection (1971), Fast Five é considerado o filme de transição para este novo tema.[18] Em abril de 2011, Adam Fogelson presidente da Universal disse:

A questão, de reunir Fast Five e Fast Six para nós era: poder transformar uma cultura de carros em uma franquia verdadeira com muita ação e roubos, com o espírito daqueles filmes com grandes assaltos feitos há 10 ou 15 anos atrás?

Fogelson disse que o aspecto corridas colocou um "teto" sobre o número de pessoas dispostas a ver esse tipo de filmes da série, e que, transformando-o em uma série onde a capacidade de condução automóvel é apenas um aspecto do filme, é uma ideia que espera aumentar público da série.[18]

Escrita[editar | editar código-fonte]

"Para mim, cada capítulo desta franquia é uma extensão do primeiro, e cada um fica maior e melhor. É sempre um privilégio de ser capaz de esta envolvido em uma história desta. "

— Morgan em sua abordagem para escrever o filme.[15]

Lin queria explorar os elementos da "liberdade e da família" no filme e colaborou com Morgan para essa ideia, tendo ambos trabalhados juntos em filmes anteriores da franquia. Morgan trabalhou com Diesel para produzir um arco de história que iria continuar a explorar e desenvolver o caráter do personagem de Diesel.[19] Uma idéia que envolve um grande cofre havia sido concebido por Morgan durante a produção de Fast & Furious, porém o filme recebeu uma nova história e ideia não se encaixava em nenhum momento dela e não funcionou como Morgan tinha imaginado. Mais tarde, ele incorporou a ideia em Fast Five.[20]

Filmagens[editar | editar código-fonte]

Com um orçamento de US $125 milhões,[21] as filmagens de Fast Five tinha sido programada para julho e agosto de 2010.[22] As filmagens foi iniciada em 14 de julho de 2010,[23] porém, demorou mais tempo do que o previsto, pelos produtores; o filme ainda estava sendo filmado no início de novembro de 2010.[24]

Três unidades do filme trabalharam simultaneamente. O elenco principal foram obrigados a viajar para o Rio de Janeiro a mando de Lin, que julgou importante para compreender a área e sua cultura para dar ao filme um bom senso do lugar.[25] Diesel também, veio a concordar que era importante filmar cenas-chaves no Brasil.[26]

A unidade de cinema do Rio filmou diversas aéreas da cidade, incluindo o Morro do Pão de Açúcar, Forte de Copacabana, Praia de Iracema a Favela Santa Marta e o monumento Cristo Redentor. Gibson foi filmado interpretando seu personagem, chegando no Aeroporto Internacional Galeão, mas, quando se tornou publicamente conhecido que uma cena estava sendo filmada no aeroporto, elenco e equipe foram assediados. Uma situação semelhante ocorreu quando o Ludacris estava filmando uma cena em que seu personagem compra um carro para dirigir em torno da cidade.[27] Uma cena onde uma equipe de um assalto já concluído desce em uma praia foi filmada em Copacabana.[27]

A perseguição no telhado em favelas foi completamente filmada em Porto Rico, onde a produção poderia ter mais controle sobre a área. Outras filmagens principais foram filmadas em torno da capital, San Juan. Mistura da ilha de vegetação tropical e ruas amplas permitiu a produção de re-criar as favelas densamente povoadas do Rio ao completar a maior ação e cenas externas sem incidentes. Designer de produção Peter Wenham teve a tarefa de transformar Porto Rico e Atlanta em locais semelhantes ao do Rio de Janeiro, em quatro semanas. Wenham teve de reforçar edifícios para suportar o equipamento da câmera pesada, e para alterar as cores de mais de 30 edifícios na cidade para torná-los adequados para as filmagens. Sua equipe teve de alterar os edifícios e detritos para tornar a área com um olhar desgrenhado e aparecer um pouco como uma favela do Rio.[28] Wenham pretendia manter um esquema de cor monocromático para o filme, com poucos tons pretos suaves e cinzas, incluindo essa escolha de cores também para os carros usados. Ele só decidiu adicionar uma infinidade de cores no conjunto de favelas.[29] Cenas de ação também foram filmadas em Hato Rey e Río Piedras distritos de San Juan.[30]

Uma perseguição a pé em que a Diesel, Brewster e Walker são perseguidos pelos telhados de favelas por Johnson e sua equipe foi filmado ao longo de uma semana em uma pequena favela, chamada Naranjito, em Porto Rico. A cena foi considerada difícil de filmar pela produção, pois os caminhos estavam escorregadios do calor tropical húmido e na cena foi envolvendo atores e dublês, também teve de ser evitado cães, galinhas e outros animais vadios que estavam soltos na favela. Para capturar a cena, uns equipamentos especializados, foram usados para permitir a rápida vista panorâmica em movimento, e câmeras em guindastes foram criadas em telhados e em becos.[31]

Para a fase final, a produção mudou-se para Atlanta, Geórgia.[29] Wenham e sua equipe transformou um espapaço próximo de uma estação desativada em uma fábrica de automóveis abandonada, utilizada pelos protagonistas como sua sede.[32] Redesenhando o espaço ao lado de uma estação de trem desativada, teve um processo logo, de vários meses. Algumas paredes foram removidas, retirado também peças de vagões antigos e enferrujados. Com vinte e cinco páginas do enredo, ainda para filmar em um tempo limitado, o cineasta Stephen Windon e sua equipe passaram três semanas na criação de uma série de luzes de alta potência, motorizadas nas vigas do edifício, que poderia ser controlado remotamente para permitir que a iluminação a ser alterada rapidamente.[33] Uma cena exterior envolvendo Diesel e Walker, participando de uma festa de carro, envolvendo vários carros de alto desempenho, foi filmada próximo de Georgia Dome.[33] A cena de assalto do trem foi filmada na Califórnia, ao longo de três semanas.[34]

Uma cena de briga entre os personagens de Johnson e do Diesel foi considerada difícil coreografar. Os personagens foram escritos para ser igualmente formidáveis. A cena exigiu várias semanas de ensaio e mais de uma semana de filmagens pelos atores e seus dublês, que sofreu várias lesões pequenas.[35]

Marketing[editar | editar código-fonte]

Um printscreen do jogo, quando o trailer de Fast Five está sendo reproduzido no cinema dos carros.

O primeiro trailer de Fast Five foi lançado na página oficial de Diesel na rede social Facebook em 14 de dezembro de 2010, em que se acreditava ser o primeiro uso desta abordagem de marketing.[36] Na época, a página de Diesel tinha mais de 20 milhões de assinantes (um dos cinco melhores sites pessoais de celebridades), proporcionando uma grande audiência para o trailer. Após esta estréia, outros membros do elenco com plataformas de mídia social pessoal , também lançou o teaser e trailers para os seus fãs.[37]

O jogo Car Town, disponibilizado no Facebook, é produzido pela Cie Games e Regal Entertainment Group (REG), que colaborou com a Universal em uma promoção de marketing. Car Town permitia aos jogadores ver o trailer do filme em um cinema. O jogo também contou com missões e locais, baseado no enredo do filme Fast Five e de outros filmes da franquia, permitindo que os jogadores, organizasse uma corrida com os personagens do filme e também participar de assalto de banco e corridas em ambientes virtuais do Rio de Janeiro. REG promoveu a parceria entre o filme e o jogo em seus teatros em 37 estados, on-line e através de meios de comunicação sociais, enquanto o estúdio Universal é promovido através de seus próprios sites, Facebook, Twitter e YouTube.[38] [39] Em outubro de 2011, alegou-se que mais de 200 milhões de corridas tinham ocorrido dentro do ambiente virtual do Rio de Janeiro nos seis meses desde o lançamento da campanha.[40]

Fabricante de automóveis Dodge colaborou com o estúdio Universal no marketing do filme, fornecendo vários carros, para serem usado, pelos protagonista, em cenas perseguição que acontecem durante toda a ação. "A marca Dodge está orgulhosa da parceria com a Universal Pictures no filme ‘Velozes e Furiosos 5′. Nós gostamos de fazer parte do processo de produção do filme e de trabalhar com o elenco e com a equipe de filmagem", disse Ralph Gilles, CEO responsável pela marca Dodge no Chrysler Group LLC.[41] A marca também patrocinou a pré-estreia do filme no Brasil que foi transmitida do Rio de Janeiro para 10 outras cidades no mundo.[42]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

A estréia de Fast Five ocorreu em 15 de abril de 2011, no Teatro Cinépolis Lagoon, no Rio de Janeiro, Brasil. [43] Foi apresentada pela atriz Susie Castillo e patrocinado pela fabricante de automóveis Dodge.[42] [44]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

Fast Five acumulou U$ 209.837.675 (33,5%) nos Estados Unidos e Canadá, e mais U$ 416,3 milhões (66,5%) em outros países — um total de $ 626.137.675,[2] tornando o sétimo filme de maior bilheteria de 2011 em todo o mundo.[45] Fazendo com que Fast Five se torne o filme número 116 de maior bilheteria de todos os tempos no mercado norte-americano eo filme número 66 de maior bilheteria de todos os tempos em todo o mundo — em dólares sem ajuste.[46] Em 14 de maio de 2011, após 25 dias nos cinemas, Fast Five ultrapassou Fast & Furious e se tornou o filme de maior bilheteria da franquia Fast & Furious, com um bruto de U$ 369,744,415 e a parcela de maior bilheteria da franquia fora dos EUA e Canadá, com US $214,619,415.[47] - ambos os números, tendo em conta a inflação.[48] Em 15 de maio de 2011, com um bruto de 168.780 mil dólares, Fast Five passou Fast & Furious ($ 155M) nos Estados Unidos e no Canadá e se tornou o filme de maior bilheteria norte-americana da franquia — mais uma vez levando em conta a inflação — ganhando em 16 dias o que que Fast & Furious tinha custado 91 dias para conseguir.[49] [50] [51] No mesmo dia, com um bruto mundial de US $440 milhões de dólares Fast Five superou Rio (US $428) e se tornou o filme de maior bilheteria de 2011.[52] O filme realizou este registro por 15 dias antes de ser suplantado em 30 de maio de 2011, o seu bruto de U$ 530.4M (no dia) foi ultrapassado por U$ 623.7M do filme Pirates of the Caribbean: On Stranger Tides.[53] Em 18 de maio de 2011, com um total bruto de $ 465.717.712, entrou também no top 100 de filmes com maior bilheteria de todos os tempos em todo o mundo, em dólares não ajustados — número 97.[54] Em outubro de 2011, com um bruta de $626 milhões, chegou a um pico de número 55 na mesma lista, antes de sair dos cinemas.[46]

Data(s) de Lançamento Orçamento Receita de bilheteria Ranking de bilheteria (atual/pico)
EUA e Canadá Internacional Todo o mundo Ano de lançamento Todo o tempo EUA Todo o tempo no mundo
  • 20 de Abril de 2011 (2011-04-20) ( Austrália )
  • 29 de Abril de 2011 (2011-04-29) (Estados Unidos)
$125,000,000[21] $209,837,675[2] $416,300,000[2] $626,137,675[2] #7 / #1[52] #116 / #103[2] #66 / #55[2]

Critica[editar | editar código-fonte]

Fast Five recebeu críticas positivas desde seu lançamento, ganhando uma pontuação de 67 em 100 de 29 críticos na revisão agregado site Metacritic.[55] e ganhando a aprovação de 78% dos 183 críticos no Rotten Tomatoes, cuja avaliação lê: "Elegante, alto, e por cima, Fast Five orgulhosamente abraça suas emoções de ação desmiolada e injeta nova vida a franquia."[56]

Sequência[editar | editar código-fonte]

Um sexto filme da série Fast and Furious foi planejado em fevereiro de 2010 como o começou o desenvolvimento de Fast Five, e em abril de 2011, foi confirmado que o Morgan tinha começado a trabalhar em um roteiro para o filme.[18] [14] Diesel e Moritz voltou como produtores para o filme e Lin retornaria para dirigir. Em 24 de junho de 2011, a Universal Pictures anunciou que a sequência estava com lançamento previsto para 24 de maio de 2013. [57]

Referências

  1. a b Friday Box Office: 'Fast Five' Grosses $33.2 million in First Day Domestically. The Hollywood Reporter. Página visitada em 2011-05-01.
  2. a b c d e f g Box Office Mojo. Página visitada em 11 de fevereiro de 2013.
  3. Release dates for - Velozes & Furiosos 5: Operação Rio. IMDb. Página visitada em 11 de fevereiro de 2013.
  4. Francisco Russo. Agenda de estreias no Brasil- 06 maio 2011. AdoroCinema. Página visitada em 11 de fevereiro de 2013.
  5. Johnson thanks Facebook fan for Fast 5 role (em inglês). Hollywood.com (21 de abril de 2011). Página visitada em 11 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 5 de julho de 2012.
  6. Production 2011, p. 36.
  7. Jim Vejvoda (30 de junho de 2010). Tyrese is Still Fast, Still Furious - Gibson announces his return to the racing franchise (em inglês). IGN. Página visitada em 11 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 5 de julho de 2011.
  8. Production 2011, p. 20.
  9. This Fast Five Movie Is Getting Ludacris (em inglês). Latino Review (12 de julho de 2010). Página visitada em 11 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 5 de julho de 2011.
  10. Production 2011, p. 21.
  11. Tatiana Siegel (16 de julho de 2010). Fast and the Furious' adds to cast (em inglês). Variety. Página visitada em 11 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 5 de julho de 2011.
  12. Tatiana Siegel (16 de julho de 2010). Fast and the Furious' adds to cast (em inglês). Variety. Página visitada em 11 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 5 de julho de 2011.
  13. Tatiana Siegel (3 de fevereiro de 2010). Universal revs up another 'Fast and Furious' (em inglês). Variety. Página visitada em 11 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 4 de julho de 2011.
  14. a b Chris Schrader (25 de abril de 2011). Fast and the Furious 6′ Already in Development (em inglês). Screen Rant. Página visitada em 11 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 5 de julho de 2011.
  15. a b Production 2011, p. 17.
  16. Richard Verrier (14 de maio de 2011). Puerto Rico hoping to ride box-office success of 'Fast Five' (em inglês). Los Angeles Times. Página visitada em 11 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 13 de novembro de 2012.
  17. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas Dwayne_Johnson
  18. a b c Fast Five' Will Transition Franchise From Street Racing To Future Full Of Heist Action (em inglês). Deadline.com (25 de abril de 2011). Página visitada em 11 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 5 de julho de 2011.
  19. Production 2011, p. 18.
  20. Production 2011, p. 28-29.
  21. a b Fast Five - Fact sheet, cast, directors, information (em inglês). The Numbers. Página visitada em 11 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 5 de julho de 2012.
  22. Fast Five Filming Update (em inglês). ComingSoon.net. Página visitada em 11 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 4 de outubro de 2011.
  23. George Roush (14 de julho de 2010). Couple Of Cast Pics From Fast Five (em inglês). Latino Review. Página visitada em 11 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 14 de outubro de 2011.
  24. Not so Fast or Furious: Life's a beach for Vin Diesel as he continues to film in Brazil (em inglês). Daily Mail (5 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 14 de outubro de 2011.
  25. Production 2011, p. 24.
  26. Production 2011, p. 24-25.
  27. a b Production 2011 p. 24.
  28. Production 2011, pp. 26-27.
  29. a b Production 2011, p. 27.
  30. Production 2011, p. 30.
  31. Production 2011, p. 26.
  32. Production 2011, p. 27-28.
  33. a b Production 2011, p. 28.
  34. Production 2011, p. 25.
  35. Production 2011, p. 19-30.
  36. Jordan Raup (14 de dezembro de 2010). ‘Fast Five’ Trailer Pits Vin Diesel Vs. The (em inglês). FilmStage. Página visitada em 11 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 7 de julho de 2011.
  37. Mike Fleming (14 de dezembro de 2010). Facebook Gets Vin Diesel 'Fast Five' Trailer (em inglês). Deadline.com. Página visitada em 11 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 4 de julho de 2010.
  38. John Egan (7 de abril de 2011). Facebook Game ‘Car Town’ Helps Drive Promotion of ‘Fast Five’ (em inglês). technorati.com. Página visitada em 11 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 27 de agosto de 2011.
  39. Michelle Kung (21 de abril de 2011). Fast Five’ Drives ‘Car Town’ Promotion (em inglês). blogs.wsj.com. Página visitada em 11 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 27 de agosto de 2011.
  40. Joe Osborne (4 de outubro de 2011). To pick up Fast Five on Blu-ray, DVD at Walmart, better try Car Town (em inglês). games.com. Página visitada em 11 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 14 de outubro de 2011.
  41. G1, em São Paulp (6 de maio de 2011). Carro da Dodge dá dose de realidade a 'Velozes & Furiosos 5'. Globo.com. Página visitada em 11 de fevereiro de 2013.
  42. a b Dave McNary (1 de abril de 2011). Fast Five' partners with Charger (em inglês). Variety. Página visitada em 11 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 4 de julho de 2011.
  43. Dwayne Johnson (em inglês). Tribune Company (15 de abril de 2011). Página visitada em 11 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 14 de outubro de 2011.
  44. Fast Five World Premiere (em inglês). Susie Castillo (15 de abril de 2011). Página visitada em 11 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em data.
  45. Brandon Gray (9 de maio de 2011). Weekend Report: 'Thor' Thwacks It Within the Park (em inglês). Box Office Mojo. Página visitada em 11 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 5 de julho de 2011.
  46. a b Worldwide Grosses (Snapshot of October 17) (em inglês). Box Office Mojo. Amazon.com. Página visitada em 11 de fevereiro de 2013.
  47. Fast and Furious' Face-Off (Snapshot of May 14) (em inglês). Box Office Mojo. Amazon.com (14 de maio de 2011). Página visitada em 11 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 14 de maio de 2011.
  48. The Inflation Calculator. Westegg.com. Página visitada em 11 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 5 de julho de 2011.
  49. Fast and Furious' Face-Off (Snapshot of May 15) (em inglês). Box Office Mojo. Amazon.com (15 de maio de 2011). Página visitada em 11 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 15 de maio de 2011.
  50. Fast and Furious' Face-Off (em inglês). Box Office Mojo. Amazon.com. Página visitada em 11 de fevereiro de 2013.
  51. Nikki Finke (15 de maio de 2011). 'Thor' Holds #1 Domestic With $344M Worldwide; 'Fast Five' Still Tops Global With $440M; 'Bridesmaids' Overperforms For $24.4M. Collidar.com. Página visitada em 11 de fevereiro de 2013.
  52. a b 2011 Worldwide Grosses (Snapshot of May 15) (em inglês). Box Office Mojo. Amazon.com (15 de maio de 2011). Página visitada em 11 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 15 de maio de 2011.
  53. 2011 Worldwide Grosses (Snapshot of May 30) (em inglês). Box Office Mojo. Amazon.com (30 de maio de 2011). Página visitada em 11 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 30 de maio de 2011.
  54. Worldwide Grosses (Snapshot of May 19). Box Office Mojo. Amazon.com (19 de maio de 2011). Página visitada em 11 de fevereiro de 2013.
  55. Fast Five. Metacritic. Página visitada em 11 de fevereiro de 2013.
  56. Fast Five (2011). Rotten Tomatoes. Página visitada em 11 de fevereiro de 2013.
  57. Nikki Finke (24 de junho de 2011). Universal Schedules ‘Fast & Furious 6′ (em inglês). Deadline.com. Página visitada em 11 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 5 de julho de 2011.
Documentos

Ligações externas[editar | editar código-fonte]