Fat-Tone

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Anthony Watkins (29 de abril de 1981 - 23 de maio de 2005), mais conhecido pelo seu nome artístico Fat-Tone foi um rapper estadunidense. Durante sua carreira, trabalhou com diversos artistas famosos como Nate Dogg, Butch Cassidy do Eastsidaz, E-40, Yukmouth, C-Bo, Killa Tay, Messy Marv, JT The Bigga Figga e San Quinn.[1]

Morte[editar | editar código-fonte]

Em maio de 2005, Mac Minister prometeu para Tone uma entrevista para assinar contrato com a gravadora de Snoop Dogg. Confiante, Minister dirigiu-se até o local do encontro, em Los Angeles, enquanto Tone divertia-se com mulheres e jogos. Depois, ele e seu amigo Jermaine "Cowboy" Akins foram ao encontro de Dogg e Minister. No momento, Fat refletiu sobre segundas intenções nesta reunião de acordo e cogitou em voltar para casa. Pouco tempo depois, um carro parou do seu lado e abriu fogo e disparou contra ele e o amigo Akins várias vezes.[2]

A polícia notou um carro com as luzes acesas em um canteiro vazio para obras e foi investigar o caso, quando achou Tone e Akins mortos, que possuíam 24 e 22 anos, respectivamente. A suspeita é de vingança do caso Mac Dre, um dos melhores amigos de Minister. Junto a isto, o corpo de uma prostituta de 21 anos foi encontrado, e Minister e seu comparsa Mathis Jason foram presos em Las Vegas, e condenados por duplo homicídio.[3]

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Killa Tay Presents: The Vett: Only In Killa City (2002)
  • Killa Tay Presents: The Stick-Up Kid (2003)
  • C-Bo Presents: The Untouchable: I'mma Get Cha (2003)
  • It IsReal Mixtape Volume 1 (2004, mixtape)
  • I Am The Streets Mixtape Volume 2 (2004, mixtape)
  • Sky's The Limit Mixtape Volume 3 (2004, mixtape)
  • My Hood Betrayed Me Mixtape Volume 4 (2005, mixtape)

Álbuns póstumos[editar | editar código-fonte]

  • It's Nothin' (2006)
  • Da Saga Continues (2008)

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]