Federação Espírita Pernambucana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde abril de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A Federação Espírita Pernambucana (FEP) é a entidade federativa estadual espírita de Pernambuco.

História[editar | editar código-fonte]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

A 8 de dezembro de 1904, sob a orientação do espírito Itagiba – depois mentor espiritual da instituição - um grupo de amigos reunidos por Clodoaldo Fernandes Viana, constituiu um grupo familiar espírita.

Menos de um ano depois, a 24 de março de 1905, o grupo fundou o Centro Espírita Regeneração, constituído como uma sociedade civil, composta por uma diretoria e munida de estatuto.

No ano de 1908, sob a presidência de Manoel Arão de Oliveira Campos, foi fundado o seu órgão de divulgação, a Revista A Verdade.

A fundação[editar | editar código-fonte]

Em plena Primeira Guerra Mundial, a 7 de março de 1915, por decisão da Assembléia Geral com as presenças de representantes dos Centros Espíritas Esperança e Luz, Humildade, Fé, Esperança e Caridade, Amor ao Progresso e Deus, Amor e Luz, foi decidido que o Centro Espírita Regeneração, passaria a se denominar Federação Espírita Pernambucana, atuando como entidade mentora do movimento espírita no Estado de Pernambuco.

Posteriormente, a 23 de fevereiro de 1923, a FEP tornou-se adesa à Federação Espírita Brasileira (FEB).

Lista de presidentes[editar | editar código-fonte]

Desde a constituição do Centro Espírita Regeneração, estiveram à frente da presidência da FEP:

Breves comentários sobre os Presidentes[editar | editar código-fonte]

Djalma Montenegro de Farias

Foi o presidente que mais tempo passou na direção da Casa de Itagiba. Seu primeiro mandato ocorreu no ano de 1928, reiniciando em 1931 e culminando em 1950, sendo interrompido apenas por um ano, de junho/1933 a maio/1934). Djalma permaneceu no cargo até o dia do seu falecimento, em 06 de maio de 1950.

Holmes Vicenzi

Foi na sua gestão que a Federação mudou de endereço.

Sônia Arruda

Primeira mulher a ser presidente da FEP.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Revista A Verdade (Edição Especial do Cinqüentenário, Edição Especial do Centenário, e outras).

O que são os Centros Espíritas Adesos?[editar | editar código-fonte]

Um centro espírita adeso à Federação é aquele que se encontra devidamente regularizado perante a lei do país (ter um CNPJ) e que atue regularmente. Além disso, passa ficar ciente das diretrizes tomadas pelo Movimento Espírita em nível mundial.

Atualmente, encontram-se adesos à Federação vários centros espíritas. Veja alguns abaixo:

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o
Portal do Espiritismo