Fedora (chapéu)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde setembro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Desenho do fedora, neste caso tendo recebido uma guaribada na parte frontal, sendo puxado levemente para baixo.

Fedora, também chamado Borsalino (vide seção abaixo), é um tipo de chapéu, ordinariamente em feltro, fabricado no formato do chapéu Panamá, e que fez grande sucesso no século XX, a partir dos anos 20, embora diga-se que tenha sido inventado em meados da década anterior (algo que não é preciso).

Chapéus com a copa em formato de C, denominada de coroa (pois há uma depressão na parte central), também são comumente chamados fedora.

Origem do nome[editar | editar código-fonte]

Fedora é um nome feminino russo, versão local para Teodora - e que foi tornado popular na peça teatral Fédora, de Victorien Sardou, feita para Sarah Bernhardt - e depois vertida em ópera por Umberto Giordano, em 1898 - grande sucesso no começo do século XX, tendo Enrico Caruso no papel de amante da personagem-título. Embora não haja ligação aparente entre o chapéu e a peça, o nome foi popularizado por esta.

Borsalino[editar | editar código-fonte]

A fábrica italiana de chapéus e acessórios masculinos Borsalino reivindica a criação do modelo de chapéu, que era produzido em feltro, cuja matéria-prima era a pele de coelho. Em alguns países, como a França (vide os interwikis, ao lado) e até mesmo no Brasil, o fedora é comumente chamado borsalino.

No Reino Unido, o chapéu fedora é também chamado de trilby.

O fedora no cinema[editar | editar código-fonte]

Michael Jackson utilizando o chapéu no videoclipe Smooth Criminal

Os filmes de Hollywood dos anos 40 comumente tinham actores que usavam semelhante qualidade de chapéu, como Humphrey Bogart em Casablanca ou em O Falcão Maltês, além de identificar o estereótipo de gangsters e detectives.

No filme Moonwalker (1988) de Michael Jackson, Jackson usa um fedora branco no clipe da trilha sonora do filme Smooth Criminal e um fedora preto na maioria das cenas.

Esse chapéu aparece também em dois filmes franceses, chamados Borsalino (1970), com Jean-Paul Belmondo e Alain Delon, e Borsalino & Cia (1974), com Alain Delon, ambos dirigidos por Jacques Déray, cuja ação se passa em Marselha em 1930 e 1934, respectivamente.

É também o chapéu utilizado também nas séries dos filmes Pesadelo em Elm Street - Freddy Krueger com Robert Englund.

Usuários - Pessoas[editar | editar código-fonte]

O mafioso Meyer Lansky usando chapéu fedora ou Borsalino.

Utilizadores - Personagens[editar | editar código-fonte]

O fedora é usado, em combinação com o sobretudo e luvas, principalmente por super-heróis sem poderes, vingadores encapuçados que patrulham a noite, vivendo histórias de detectives.

Projectos relacionados[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]