Feira da Sulanca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Feira da Sulanca é uma feira que surgiu inicialmente na cidade de Santa Cruz do Capibaribe, na zona do agreste de Pernambuco, a partir dos retalhos de helanca trazido da cidade de São Paulo. O local onde surgiu o primeiro movimento de vendas, hoje denominado foi exatamente na esquina entre a Rua Siqueira Campos e a Av. João Francisco Aragão.

O termo sulanca durante muito tempo ficou conhecido como termo pejorativo para roupa de baixa qualidade e, conseqüentemente a Feira da Sulanca também acompanhou durante muitos anos este estigma, de só ter produtos de baixa qualidade. Hoje, funciona, como uma espécie de atacado para centenas de pequenos comerciantes de outras cidades, que chegam em ônibus fretados especialmente para a feira, vindos de diversas partes do Brasil.

A versão para o termo sulanca é a de que se trata de helanca vinda do sul. Surgiu na década de 1960, quando os comerciantes José Morais, Manuel Francisco de Deus, além de algumas familias tradicionais da terra, tal como a Monteiro, começaram a fabricar e vender, em Santa Cruz do Capibaribe, as primeiras peças de vestuário utilizando retalhos de helanca trazidos de São Paulo, além do próprio tecido.