Fellipe Bastos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fellipe Bastos
Informações pessoais
Nome completo Fellipe Ramos Ignez Bastos
Data de nasc. 1 de fevereiro de 1990 (24 anos)
Local de nasc. Rio de Janeiro (RJ), Brasil
Altura 1,78 m
Destro
Apelido Bastão, MITO, Dançarino
Informações profissionais
Clube atual Brasil Grêmio
Número 6
Posição Volante
Clubes de juventude
2005–2007
2007
Brasil Botafogo
Países Baixos PSV Eindhoven
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
2008–2010
2009
2010
2010–
2013
2014–
Portugal Benfica
Portugal Belenenses (emp.)
Suíça Servette (emp.)
Brasil Vasco da Gama
Brasil Ponte Preta (emp.)
Brasil Grêmio (emp.)
0004 0000(1)
0010 0000(0)
0010 0000(1)
0141 000(14)
0021 0000(4)
0011 0000(0)
Seleção nacional3
2004–2005
2006–2007
Brasil Brasil Sub 15
Brasil Brasil Sub 17
0004 0000(0)
0007 0000(2)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 30 de setembro de 2014.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 29 de agosto de 2007.

Fellipe Ramos Ignez Bastos, conhecido apenas como Fellipe Bastos, é conhecido por seu potente chute em cobranças de falta. (Rio de Janeiro, 1º de fevereiro de 1990) é um futebolista brasileiro que joga como volante. Atualmente, defende o Grêmio. Já teve passagens por Vasco, Ponte Preta e Benfica.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Categorias de base[editar | editar código-fonte]

Garoto das divisões de base do Botafogo, Fellipe Bastos era tido como uma grande revelação por todos no clube carioca. Suas principais características eram a marcação e o chute forte. Fellipe tinha dificuldades para acertar seu contrato profissional devido a diferenças entre seu pai e o empresario Luis Carlos Quintanilha, e os diretores botafoguenses. Disputou a sua primeira Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2007. No mesmo ano, ainda nas categorias de base, Fellipe deixou o Botafogo, indo fazer testes no PSV Eindhoven.[1] Porém, a equipa holandesa não chegou a acordo com o seu empresário.

Benfica[editar | editar código-fonte]

Em janeiro de 2008, Fellipe Bastos assinou contrato por 3 épocas com o Benfica, começando por treinar com o plantel dos juniores para, mais tarde, dar um passo a frente e integrar o plantel principal do clube português. Contudo, por motivos administrativos, o meio-campista foi impedido de jogar tanto pelos juniores como no profissional. Fez a pré-época com o Benfica e poderá fazer parte do plantel para a temporada 2008-09. A março de 2009, o Benfica foi notificado a indenizar o Botafogo pela formação de Fellipe Bastos, já que o mesmo deixou o clube brasileiro sem haver restituição financeira.[2]

No último jogo da Liga Sagres 2008/09, marcou o seu primeiro gol com a camisa do Benfica, com um chute a uma distância superior a 30 metros.

No início da época 2009/2010 foi emprestado ao Belenenses, pelo Benfica,[3] onde permanceu apenas até Novembro, por não se ter integrado no clube.[4] Mais tarde foi emprestado ao Servette da segunda divisão da Suíça onde não conseguiu se firmar e devolvido antes do prazo ao seu clube de origem.

Vasco da Gama[editar | editar código-fonte]

Em junho de 2010, durante a Copa do Mundo, foi emprestado ao Vasco da Gama e se destacou na equipe vascaína com seus chutes fortes e gols em cobranças de falta. Venceu a Copa do Brasil de 2011 com o Vasco.

No dia 19 de junho de 2012, o Vasco anunciou a compra definitiva do jogador, junto ao Benfica, com contrato por 5 anos.

Ponte Preta[editar | editar código-fonte]

No dia 2 de setembro de 2013 o Vasco anunciou o empréstimo do jogador à Ponte Preta.[5] Apesar de ter sido rebaixado à segunda divisão do campeonato brasileiro com o time de Campinas, Fellipe foi um dos destaques do time que chegou a final da Copa Sul Americana de 2013. Marcou um gol na final mas não impediu a derrota no jogo da volta e a perda do título.[6]

Retorno ao Vasco[editar | editar código-fonte]

Após o empréstimo, Bastos retorna ao Vasco em 2014 dizendo que volta para o clube para disputar títulos. A sua reestreia foi contra o Boavista no empate de 1 a 1 em São Januário.[7] Fez seu primeiro gol na volta à Colina diante a derrota do Flamengo por 2 a 1, no novo Maracanã.

Grêmio[editar | editar código-fonte]

Em junho de 2014, durante a pausa para a Copa do Mundo foi emprestado ao Grêmio por 1 ano e em troca o Vasco receberá o atacante Kléber.

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Sub-15 e Sub-17[editar | editar código-fonte]

O jogador começou a ser convocado para Seleção Brasileira na categoria sub-15.[8] Fellipe chegou a ser capitão da Seleção Brasileira sub-17. Também participou pelo Brasil do Sul-americano da categoria, quando foi campeão, com a camisa 5, e dos Jogos Pan-americanos de 2007,[9] no Rio de Janeiro, com a 7 (mesma camisa usada por Garrincha, ídolo botafoguense), quando a Seleção não passou da primeira fase ao ser derrotada por 4 a 2 pelo Equador em pleno Maracanã.[10]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Benfica
Vasco da Gama
  1. Copa do Brasil: 2011

[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]