Feminilidade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Feminino)
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde outubro de 2014). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Em diversas culturas, o uso de maquiagem é relacionado à feminilidade.

Em antropologia, a feminilidade se refere às características e comportamentos considerados por uma determinada cultura por ser associados ou apropriados a mulheres. A feminilidade refere-se aos traços socialmente adquiridos e às características sexuais secundárias.

A feminilidade nos homens[editar | editar código-fonte]

A feminilidade nos homens tal qual a masculinidade nas mulheres, é normalmente considerada negativa por agir contra os papéis tradicionais. A escritora estadunidense Julia Serano argumenta que a feminilidade nos homens é muito mais rejeitada que a masculinidade nas mulheres, devido a feminilidade ser considerada inferior à masculinidade nas sociedades patriarcais.[1] Entretanto isso varia de acordo com a localidade e com a cultura. Certas atitudes e comportamentos, como o uso de maquiagem e tratamentos para os cabelos, podem ser vistos por algumas pessoas como comportamentos femininos. Um estereótipo comum para homens homossexuais é de que são efeminados, que exageram comportamentos femininos. Na verdade, homens gays, tanto quanto os homens heterossexuais, possuem comportamentos desde muito femininos até muito masculinos. A cultura drag queen é muitas vezes associada com a homossexualidade, sendo mais corretamente conceituada como uma feminilidade masculina.

Referências

  1. Serano Julia, “Whipping Girl: a transsexual woman on sexism and the scapegoating of femininity”, 1996 Seal Press