Femtotecnologia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde dezembro de 2013).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.

Femtotecnologia é um termo hipotético que se refere à matéria na dimensão de femtometros, que corresponde a 10−15 m. Essa é uma escala ainda menor do que a encontrada na nanotecnologia e na picotecnologia, que é 10−9 m e 10−12 m respectivamente. Trabalha no nível dos femtometros envolve a manipulação de estados excitados de energia dentro do núcleo atómico ( ver isomeria nuclear) para produzir estados metaestáveis (ou mesmo estáveis), com propriedades não-comuns. Em casos extremos, considera-se que estados excitados de nucleons individuais, que compõe o núcleo atômico (prótons e nêutrons), adequam o comportamento de tais partículas.

A forma mais avançada de Nanotecnologia molecular imaginada envolve máquinas moleculares autorreplicadoras. O astrofísico Frank Drake especulou sobre a possibilidade de organismos autorreplicadores, como moléculas, vivendo na superfície de uma estrela de nêutrons - tema essa retomado no romance de ficção científica (ficção científica hard) Dragon's Egg do físico Robert Forward.[1] . Físicos acreditam que moléculas nucleares devem ser possíveis.[2] [3]

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre computação é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.