Fener

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Turquia Fener
Fanar, Phanar
 
—  Bairro (semt ou mahallele)  —
O bairro de Fener num postal de 1900
O bairro de Fener num postal de 1900
Fener está localizado em: Istambul
Fener
Localização de Fener em Istambul
41° 0' 44" N 28° 57' 7" E
Cidade Istambul
Distrito Fatih
Gentílico: fanariotes

Fener, Fanar ou Phanar (em grego: Φανάρι; transl.: fa'nari) é um bairro histórico de Istambul, Turquia, que faz parte do distrito de Fatih. Situa-se sensivelmente a meio da área costeira sul do Corno de Ouro, ao lado de Eminönü (que fica a sudeste) e de Balat (a noroeste).

O nome fener provém do grego "fanari" (φανάρι; lanterna), que deu origem ao turco "fener". O nome referia-se a uma coluna com uma lanterna no cimo que existia na área no período bizantino.[1]

O bairro caracteriza-se pelas numerosas casas tradicionais de madeira, igrejas e sinagogas datadas dos períodos otomano e bizantino.

Depois da Queda de Constantinopla, em 1453, o bairro tornou-se o local de habitação de muitos dos gregos que se mantiveram na cidade e o principal centro de cultura grega de Istambul. O Patriarcado Ecuménico de Constantinopla foi também transferido para a área, onde ainda se encontra.[1] Devido a isso, é comum usar "Fanar" com o sentido de "Patriarcado Ecuménico", da mesma forma que se usa Vaticano para designar a liderança da Igreja Católica. Os habitantes gregos de Fener são chamados fanariotas. Entre 1711 e 1821, fanariotes ricos foram nomeados voivoda da Valáquia e da Moldávia pela administração otomana.[a]

Principais monumentos[editar | editar código-fonte]

Entre os principais monumentos de Fener encontram-se o Patriarcado Ecuménico de Constantinopla, a Catedral de São Jorge que lhe está anexa, e a Igreja de Santa Maria dos Mongóis (Kanlı Kilise; "igreja sanguínea"; Θεοτòκος Παναγιώτισσα ou Παναγία Μουχλιώτισσα; Panaghia Muchliótissa). Esta última, uma construção do século XIII e sucessora de um mosteiro de freiras fundado no século VII, é a única igreja bizantina de Istambul que nunca esteve em mãos otomanas. Outro edifício importante é o Colégio Ortodoxo Grego de Phanar (em turco: Özel Fener Rum Lisesi; em grego: Μεγάλη του Γένους Σχολή; Grande Escola da Nação), edificado em 1883 para alojar a instituição criada em 1454.[2]

Um dos monumentos mais peculiares de Istambul situa-se em Fener: a Igreja de Santo Estêvão dos Búlgaros (Sveti Stefan Kilisesi), construída em ferro fundido em 1898 com peças pré-fabricadas em Viena.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Casa tradicional em madeira em Fener

No século XVII Fener tornou-se o local de residência de classes altas, que ali construiram casas em cantaria com fachadas ricamente decoradas. Durante o período otomano, viveu no bairro um importante segmento da comunidade grega, que se destacava pela sua cultura e fluência em várias línguas, que ocupava altos cargos na administração otomana como intérpretes e diplomatas.[3]

Durante o século XVIII as famílias aristocráticas gregas começaram a construir villas em volta do Patriarcado. No século XIX o panorama social do bairro mudou, assistindo-se à mudança das famílias mais ricas para aldeias ao longo do Bósforo, como Tarabya, Kuruçeşme e Arnavutköy. No final do século, muitos gregos que mudaram-se para os bairros burgueses de Adalar, Kadıköy e Şişli. Em Fener ficaram apenas os artesãos e pequenos comerciantes, que começaram a construir casas nos quarteirões consumidos pelos frequentes incêndios que assolavam a capital otomana.[3]

Até à década de 1960 Fener conservou a sua identidade grega, apesar da chegada de imigrantes. Nessa década a maior parte dos gregos de Istambul deixou a cidade e mudou-se para a Grécia. A deterioração da zona costeira do Corno de Ouro causada pela industrialização também teve impacto em Fener. A partir dos anos 1960, o bairro assistiu à chegada de inúmeros imigrantes provenientes da região do Mar Negro. Nas décadas mais recentes a zona costeira mudou radicalmente. Um programa de reconversão urbana de grande escala promovido pela municipalidade entre 1984 e 1987 implicou a demolição de muitos edifícios em pedra do século XVIII foram demolidos, incluindo as docas de Balat; apenas as muralhas costeiras e alguns edifícios históricos no exterior dessas muralhas ficaram de pé. No entanto, os esforços para transformar parte das áreas demolidas em parques e outros espaços públicos não tiveram muito sucesso, pois uma estrada com muito trânsito separa o bairro da costa e este continua com falta de espaço público e áreas verdes.[3]

Rua de Fener

Entre 2003 e 2007, juntamente com o bairro vizinho de Balat, Fener beneficiou de um programa de reabilitação urbana com um valor total de 7 milhões de euros cofinanciado pela União Europeia, promovido pela municipalidade de Fatih e cuja implementação foi entregue a um consórcio liderado pela agência de desenvolvimento de Barcelona (Espanha) "Foment Ciutat Vella, SA" e participado pela "IMC Consulting", do Reino Unido, a "GRET" de França e a instituição turca "Support of Women’s Work "(FSWW; "Apoio ao Trabalho das Mulheres"). O programa foi precedido de um estudo levado a cabo pela Comunidade Europeia, municipalidade de Fatih, Instituto Francês de Estudos Anatólios e UNESCO em 1977-1998.[3]

O programa ajudou a melhorar as condições de quase ruína de uma parte considerável do bairro que entretanto se tornou um dos mais pobres do centro histórico, para o que contribuiu a transferência da indústria naval do Corno de Ouro para Tuzla e do círculo vicioso resultante do facto do bairro ser procurado por famílias de baixos rendimentos devido às baixas rendas, as quais não são suficientes para custear as despesas de manutenção e ainda menos as despesas de reabilitação.[3]

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

[a] ^ Trecho baseado no na tradução do artigo «Fener» na Wikipédia em inglês (acessado nesta versão).
  1. a b c Campbell, Verity; Brosnahan, Tom. Lonely Planet Istanbul (em inglês). 3ª ed. [S.l.: s.n.], 2002. 256 pp. p. 128-129. ISBN 1-74059-044-9
  2. Tarihçemiz (em turco) fenerrumlisesi.k12.tr. Site oficial do Özel Fener Rum Lisesi (Colégio Ortodoxo Grego de Fener). Página visitada em 6 de agosto de 2011. Cópia arquivada em 6 de agosto de 2011.
  3. a b c d e District History (em inglês) www.fenerbalat.org. Rehabilitation of Fener and Balat Districts Programme. Página visitada em 5 de agosto de 2011. Cópia arquivada em 23 de abril de 2009.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Fener