Fera Ferida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fera Ferida
logotipo da novela.
Informação geral
Formato Telenovela
Duração 65 minutos (aproximadamente)
Criador(es) Aguinaldo Silva
Ricardo Linhares
Ana Maria Moretzsohn
País de origem  Brasil
Idioma original Português
Produção
Elenco Edson Celulari
Giulia Gam
José Wilker
Suzana Vieira
Lima Duarte
Joana Fomm
Tarcísio Meira
Arlete Salles
Cláudio Marzo
Cássia Kiss
Vera Holtz
ver mais
Tema de abertura "Fera Ferida", Maria Bethânia
Transmissão original 15 de novembro de 199315 de julho de 1994
N.º de episódios 209 (original)
105 (reprise)
Cronologia
Último
Último
Renascer
Pátria Minha
Próximo
Próximo

Fera Ferida é uma telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Globo entre 15 de novembro de 1993 e 15 de julho de 1994, em 209 capítulos.

Foi escrita por Aguinaldo Silva, Ricardo Linhares e Ana Maria Moretzsohn, com a colaboração de Márcia Prates e Flávio de Campos, inspirada na obra de Lima Barreto, mais especificamente nos romances Clara dos Anjos, Recordações do Escrivão Isaías Caminha, Triste Fim de Policarpo Quaresma, Vida e Morte de M. J. Gonzaga de Sá e em personagens dos contos "Nova Califórnia" e "O Homem que Sabia Javanês".[1] Contou com direção de Carlos Magalhães e Carlos Araújo e, direção geral de Dennis Carvalho e Marcos Paulo.

Edson Celulari, Giulia Gam, Susana Vieira, Tarcísio Meira, Cássia Kiss, Cláudio Marzo, Joana Fomm, José Wilker e Lima Duarte interpretaram os papéis principais da trama.

Foi reapresentada na sessão Vale a Pena Ver de Novo de 15 de setembro de 1997 a 6 de fevereiro de 1998, substituindo A Viagem e sendo substituída por Felicidade.

O Canal Viva fez uma enquete para o público escolher a próxima reprise de novela, para substituir Rainha da Sucata, e Fera Ferida ficou em 4º lugar, a vencedora foi Água Viva de 1980.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O antigo prefeito da cidade de Tubiacanga, localizada no Cerrado Mato-grossense, Feliciano Mota da Costa, acredita que há ouro na cidade. Para comprovar sua tese, exibe uma enorme pepita e convence a população a entregar-lhe suas economias para a construção de uma empresa de mineração. Os moradores descobrem que a pepita era falsa e se revoltam. Obrigados a fugir de canoa, Feliciano e a mulher são atingidos por um pistoleiro, morrem e são enterrados pelo filho, Feliciano Júnior.

Quinze anos mais tarde, Feliciano Júnior retorna à Tubiacanga para vingar a morte dos pais. Para tanto assume uma outra identidade, Raimundo Flamel, um homem misterioso que aguça a curiosidade e a ambição dos moradores da cidade ao se declarar capaz de transformar ossos humanos em ouro. Tudo faz parte de seu plano de destruir as pessoas responsáveis pela morte de sua família, os poderosos de Tubiacanga, representados principalmente pelo prefeito Demóstenes e pelo Major Emiliano Bentes.

O prefeito Demóstenes é um político corrupto que tem um caso velado com a fogosa Rubra Rosa, a autora de seus discursos inflamados e mulher de seu opositor, o vereador Nuno Pompílio de Castro. O relacionamento dos dois fica abalado com a chegada da atriz Perla Menescau, com quem Rubra passa a disputar o prefeito. Rubra Rosa ainda interfere no namoro do filho Áureo Poente com a jovem Zigfrida, filha da costureira da cidade, Margarida Weber, a tia de Feliciano, cujo marido foi morto junto com os pais deste, e portanto, uma das poucas pessoas que tomam conhecimento de seus planos.

O Major Bentes é um homem ambicioso e prepotente que dita as regras e se diz dono da cidade. Os fantasmas do passado o assombram com a chegada de Salustiana Maria, uma mulher perigosa com quem o major tivera um envolvimento amoroso, e, com intuito de lhe extorquir dinheiro, vem exigir que ele assuma a paternidade de seu filho Cassi Jones. O filho legítimo do major, Guilherme, namora a doce e ao mesmo tempo temperamental Linda Inês, a filha do prefeito, que entra em constante atrito com Raimundo Flamel, sem imaginar que ele é na verdade Feliciano Júnior, seu namoradinho de infância.

Elenco[editar | editar código-fonte]

José Wilker interpretou Demóstenes Maçaranduba.
Susana Vieira interpretou Rubra Rosa.
Lima Duarte interpretou Major Emiliano Cerqueira Bentes.
Ator Personagem
Edson Celulari Raimundo Flamel / Feliciano Mota da Costa II
Giulia Gam Linda Inês de Sousa Maçaranduba da Costa
José Wilker Demóstenes Maçaranduba da Costa
Susana Vieira Rubra Rosa Pompílio de Castro
Lima Duarte Emiliano Cerqueira Bentes
Joana Fomm Maria Salustiana
Tarcísio Meira Feliciano Mota da Costa I
Hugo Carvana Nuno Pompílio de Castro
Arlete Salles Margarida Pestana Weber
Juca de Oliveira Praxedes de Menezes
Cássia Kiss Ilka Tibiriçá
Cláudio Marzo Orestes Fronteira
Paulo Gorgulho Ataliba Timbó
Vera Holtz Querubina Praxedes de Menezes
Lucinha Lins Laurinda Mota da Costa
Rubens Caribé Guilherme Cerqueira Bentes
Cláudia Ohana Camila
Otávio Augusto Afonso Henriques
Cláudia Alencar Perla Menescau
Marcos Winter Cassy Jones de Azevedo
Odilon Wagner Weber
Deborah Evelyn Zigfrida "Frida" Pestana Weber
Cláudio Fontana Áureo Poente Pompílio de Castro
Luiza Thomé Maria dos Remédios
Tonico Pereira Chico da Tirana
Maria Helena Dias Júlia
Giuseppe Oristânio Maxwell Antenor
Anna de Aguiar Isolda "Isoldinha" Pestana Weber
Murilo Benício Fabrício
Camila Pitanga Teresinha Fronteira
Norton Nascimento Votan
Érika Rosa Clara dos Anjos
Tuca Andrada Carlos Barromeu
Ewerton de Castro Genival Gusmão
Maria Gladys Lucineide
Maria Ceiça Engrácia dos Anjos
Pedro Vasconcelos Etevaldo Praxedes de Menezes
Cléa Simões Cleonice
Clemente Viscaíno Juca
Antônio Pompeo Joaquim dos Anjos
Fernanda Muniz Valéria
Daniela Faria Daiana
Carolina Dieckmann Carol
André Gonçalves Vivaldo Fronteira
Bruno De Luca Uilsinho

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Trilha sonora 1[editar | editar código-fonte]

Capa: Giulia Gam

  1. "Rio de Janeiro (Isto é o Meu Brasil)" - João Bosco
  2. "Flor de Ir Embora" - Fátima Guedes
  3. "Mon Amour" - Rita Lee
  4. "Noites Com Sol" - Flávio Venturini
  5. "Al Di Là" - Emilio Pericoli
  6. "Corrupião" - Edu Lobo
  7. "Fera Ferida" - Maria Bethânia
  8. "Sangue Latino" - Renata Arruda
  9. "Da Cor do Pecado" - Fagner
  10. "Rosa" - Marisa Monte
  11. "Sensual (Palácio Fácil)" - Zé Ramalho
  12. "Corpo e Luz" - Ithamara Koorax
  13. "Pálida" - Vânia Bastos
  14. "Um Dia, Uma Música" - Léo Gandelman

Trilha sonora 2[editar | editar código-fonte]

Capa: Luíza Tomé

  1. "Eu Só Penso Em Você (Always On My Mind)" - Zezé Di Camargo & Luciano (part. esp. Willie Nelson)
  2. "Pessoa" - Marina
  3. "Cobra de Chifre" - Amelinha
  4. "Ao Poeta/ Primavera/ Deixa/ Marcha da Quarta-feira de Cinzas" - Leila Pinheiro
  5. "Irmandade" - Maria Ceiça
  6. "Velho Chorinho Novo" - Aécio Flávio
  7. "Outra Noite" - Chico Buarque
  8. "Você é Linda" - Caetano Veloso
  9. "Minueto" - Celso Adolfo
  10. "Garotos II: O Outro Lado" - Leoni
  11. "Ao Watanabe" - César Machado
  12. "Na Cadência do Samba" - Waldyr Calmon

Exibição[editar | editar código-fonte]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Troféu APCA (1994):

  • Melhor Ator - José Wilker
  • Revelação Masculina - Murilo Benício

Referências

  1. Memória Globo. Fera Ferida - Curiosidades. Página visitada em 29 de dezembro de 2013.
  2. Memória Globo. Fera Ferida - Curiosidades. Página visitada em 29 de dezembro de 2013.