Fernando Vannucci

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde dezembro de 2009)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Fernando Vannucci
Nascimento 5 de março de 1951 (63 anos)
Uberaba, MG
Nacionalidade Brasil Brasileiro
Ocupação Radialista, apresentador de televisão e jornalista

Fernando Antonio Vannucci Braz (Uberaba, 5 de março de 1951) é um radialista, apresentador de televisão e jornalista brasileiro, especializado na cobertura de esportes.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Fernando Vannucci teve o primeiro emprego aos quinze anos na Rádio Sociedade Triângulo Mineiro em Uberaba, onde nasceu. Em seguida, foi para a Rádio Sete Colinas, apresentando o programa Pintando o Sete. Na mesma emissora, começou a fazer carreira como repórter esportivo.

Aos vinte anos foi contratado pela Rádio Inconfidência de Belo Horizonte. Transferiu-se para a TV Globo, primeiro em Minas Gerais até 1977, depois para a Central Globo de Jornalismo do Rio de Janeiro. Na Globo apresentou vários jornais: Globo Esporte, Esporte Espetacular, Jornal Nacional, Jornal Hoje, Fantástico, Gols do Fantástico, entre outros.

Foi por esta emissora que cobriu cinco Copas do Mundo: 78 na Argentina, 82 na Espanha, 86 no México, 90 na Itália e 94(tetra campeonato) nos Estados Unidos. O destaque fica para a copa do México, onde à frente do programa Copa 86, graças a uma gafe do satélite, criou o bordão que se tornaria sua marca registrada: "Alô Você". O país vivia um momento de euforia com o plano Cruzado do presidente Sarney, onde tudo "tinha que dar certo". Mas na Copa, o Brasil treinado pelo técnico Telê Santana foi desclassificado pela França. Após o jogo, narrando uma poesia de Affonso Romano de Sant'anna, não conseguiu segurar as lágrimas e acabou fazendo o Brasil inteiro chorar.

Também na TV Globo, ao lado de Luciano do Valle, Galvão Bueno, Léo Batista e Mylena Ciribelli, cobriu as Olimpíadas de Moscou em 80, de Los Angeles em 84, de Seul em 88, de Barcelona em 92 e de Atlanta em 96, com Sandra Annenberg e foi o âncora das transmissões do Carnaval na Marquês de Sapucaí Rio de Janeiro, de 1985 até 1999.

Em 1998 após entrar no ar ao vivo mastigando um biscoito, foi para geladeira da emissora, de onde saiu para narrar o seu último carnaval. Em abril de 1999, após assinar contrato com a empresa de marketing esportivo TRAFFIC, estreou no Show do Esporte da TV Bandeirantes, onde ficou até 2001, além de ter feito também a cobertura dos Jogos Olímpicos de Verão de 2000, o programa diário Esporte Agora e o Carnaval da Bahia. Em 2002, também pela TRAFFIC, esteve na Rede Record até ser contratado em fevereiro de 2003 pela RedeTV! para narrar as provas do Champ Car e apresentar o TV Esporte. O último programa acabou extinto para dar lugar ao TV Esporte Notícias, apresentado pelo próprio e pela então estreante Renata Maranhão, substituída em junho de 2004 por Cláudia Barthel.

Em setembro de 2004 cedeu seu lugar no jornal para Cristina Lyra. No mesmo mês trabalhou na cobertura dos Jogos Paraolímpicos de Atenas. Em novembro de 2004 passou a narrar partidas pela Superliga de Vôlei.

No fim de fevereiro de 2005, começou a comandar o RedeTV! Esporte, a princípio ao lado de Roberto Avallone (que ficou na apresentação do programa até abril quando foi para a Rede Bandeirantes), e atualmente com Cristina Lyra. Ele também foi apresentador do programa esportivo de debates Bola na Rede, aos domingos à noite e já fez o bloco esportivo do RedeTV! News.

No dia 9 de julho de 2006, Vannucci passou mal no ar enquanto apresentava o programa Bola na Rede da RedeTV!. Segundo a direção da emissora o mal-estar foi ocasionado pela utilização de medicamentos para tratamento de distúrbios de ansiedade. Na ocasião o programa foi cortado e o apresentador foi substituído pelo jornalista Augusto Xavier. Até então, muita gente acreditava que o apresentador teria se apresentado sob efeito de bebidas alcoólicas no seu programa.

Em entrevista à Revista Veja e a outros veículos de comunicação, ele explicou que tomou 4 mg do ansiolítico Lorax (lorazepam) após uma discussão familiar. Vannucci afirmou que na hora do almoço, antes da discussão, tomou duas taças de vinho, o que pode ter potencializado o efeito do calmante.

E outro fato que fez diferença foi a internet. O vídeo de Vanucci grogue já foi visto mais de 500 mil vezes no site do YouTube. No entanto, foi retirado a pedido do próprio Vanucci, após ser vítima de uma brincadeira sobre esse vídeo pelos integrantes do programa Pânico na TV. Mas logo estava de volta ao site.

Em Novembro do mesmo ano, Vannucci foi internado após terem sido descobertos vários problemas no seu coração. Submeteu-se a um cateterismo e após, a uma angioplastia, mas recuperou-se rapidamente.

Em 2011, é demitido da RedeTV! por motivos não revelados.

Em Novembro de 2012, assina contrato com a Rede Record para apresentar o programa esportivo O Passo para o Sucesso, que começou a ser exibido no mesmo período e não durou muito tempo.

Em agosto de 2014, passou a fazer parte da equipe da Rede Brasil de Televisão.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]