Festa de São Pedro e São Paulo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Festa de São Pedro e São Paulo
Petrus et Paulus 4th century etching.JPG
Graffiti do século IV em uma catacumba romana.
Nome oficial Solenidade dos Santos Pedro e Paulo
Tipo Cristão
Seguido por Católicos, Ortodoxos
Data 29 de junho
12 de julho (Ortodoxos)

A Festa de São Pedro e São Paulo, também chamada de Solenidade dos Santos Pedro e Paulo, é uma festa cristã em honra ao martírio em Roma dos apóstolos São Pedro e São Paulo, que é observada em 29 de junho. A celebração tem origem muito antiga, sendo a data escolhida sendo ou o aniversário da morte ou do translado das relíquias dos santos.[1]

A sua liturgia convida-nos a reflectir sobre estas duas figuras e a considerar o seu exemplo de fidelidade a Jesus Cristo e de testemunho do projecto libertador de Deus[2] .

Na Igreja Católica[editar | editar código-fonte]

No calendário católico romano de santos, ela é celebrada como solenidade. No calendário geral romano de 1962, é uma festa de primeira classe.

É neste dia do ano litúrgico que os recém-apontados bispos metropolitas e arcebispos recebem o símbolo primário de seu cargo, o pálio, diretamente do Papa.

Na Igreja Ortodoxa e nas Igrejas Católicas de Rito Oriental[editar | editar código-fonte]

Para os ortodoxos e para os católicos orientais, esta festa marca o fim do Jejum dos Apóstolos (que começou na segunda seguinte ao Domingo de Todos os Santos (que é o primeiro domingo depois do Pentecostes), ou seja, a segunda segunda-feira após o Pentecostes. É considerado um dia de comparecimento recomendado e no qual o fiel deve prestar uma "Vigília Completa" (costume oriental que agrega as Vésperas, as Meridianas e as Laudes) ou, ao menos, as Vésperas no dia anterior, e a Divina Liturgia na manhã da festa (não há, porém, "Dias de Obrigação" na Igreja Ortodoxa). Para os que seguem o tradicional calendário juliano, a data de 29 de julho cai no dia 12 de julho do calendário gregoriano.

Na tradição ortodoxa russa, é geralmente aceito que o Milagre do Alce de Macário de Unza ocorreu durante o Jejum dos Apóstolos e a Festa dos Santos Pedro e Paulo que se segue a ele.

Importância ecumênica[editar | editar código-fonte]

Em décadas recentes, esta festa, assim como a de Santo André, tem sido importante para o moderno movimento ecumênico como uma ocasião na qual o Papa e o Patriarca de Constantinopla tem comparecido a eventos especialmente preparados para aproximar as duas Igrejas em direção à comunhão completa. Este era especialmente o caso durante o pontificado do Papa João Paulo II, como ele mesmo declarou em sua encíclica Ut Unum Sint.

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Festa de São Pedro e São Paulo

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]