Festival de Gramado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo. Por favor, adicione mais referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros, acadêmico)Yahoo!Bing.
Festival de Gramado
O Palácio dos Festivais, em Gramado, no Rio Grande do Sul, sede do festival
Descrição Excelência em realizações cinematográficas
País  Brasil
Primeira cerimónia 10 de janeiro de 1973
Página oficial
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Festival de Gramado

O Festival de Gramado é um festival de cinema do Brasil, realizado anualmente desde 1973 no Palácio dos Festivais, na cidade de Gramado, no Rio Grande do Sul. Desde sua 20a edição (1992), inclui não apenas produções brasileiras, mas também filmes de origem latina - donde sua designação oficial, "Festival de Cinema Brasileiro e Latino". Foi, na década de 1980, o mais importante festival de cinema do Brasil.[1] [2] [3]

História[editar | editar código-fonte]

Oficializado pelo Instituto Nacional de Cinema (INC) em janeiro de 1973, o Festival do Cinema Brasileiro de Gramado teve seu ponto inicial nas mostras promovidas durante a Festa das Hortênsias, entre 1969 e 1971. O entusiasmo da comunidade artística nacional, da imprensa, dos turistas e dos gramadenses fez com que todos se engajassem num movimento com o objetivo de transformar a iniciativa num evento de caráter oficial. Foi assim que a Prefeitura Municipal de Gramado, a Companhia Jornalística Caldas Júnior, a Embrafilme, a Funarte e as secretarias de Turismo e de Educação e Cultura do Estado saíram em defesa da idéia e a tornaram realidade.

O 1º Festival do Cinema Brasileiro de Gramado aconteceu de 10 a 14 de janeiro de 1973, passando a realizar-se todos os anos - primeiramente no verão, depois no outono e, a partir dos anos 90, no mês de agosto. As primeiras edições foram marcadas pelo sensacionalismo, a nudez e a crise das estrelas que disputavam a fama na serra gaúcha. Paralelamente, a disputa pelo Kikito - o Deus da Alegria - animava os debates, criava polêmicas e transformava a criação cinematográfica nacional no único assunto de artistas, realizadores, estudiosos de cinema, imprensa e público em geral. O festival firmou-se em tempos políticos duros - os anos 1970 - driblando a censura.

Desde essa época, Gramado transformou-se num palco que traduz as glórias e crises do cinema nacional. A partir dos anos 1980, com o aprimoramento das discussões sobre arte e cultura nos espaços do festival, o evento conquistou naturalmente o título de um dos maiores do gênero no país. Reunindo um grande número de filmes e de pessoas que querem falar de cinema, criação, sonhos e possibilidades de fazer sempre mais e com qualidade, o festival é, hoje, um espaço indispensável para a divulgação, discussão, crítica e incentivo à criação cinematográfica nacional.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Filmes Brasileiros[editar | editar código-fonte]

  • Melhor Filme
  • Melhor Diretor
  • Melhor Ator
  • Melhor Atriz
  • Melhor Ator Coadjuvante
  • Melhor Atriz Coadjuvastes
  • Melhor Roteiro
  • Melhor Edição
  • Melhor Fotografia
  • Melhor Canção Original
  • Melhor Diretor de Arte
  • Prêmio Especial do Júri
  • Prêmio do Júri Popular

Filmes Latinos[editar | editar código-fonte]

  • Melhor Filme
  • Melhor Diretor
  • Melhor Ator
  • Melhor Atriz
  • Premio Especial do Júri
  • Critics Award
  • Prêmio do júri popular

Prêmios Especiais[editar | editar código-fonte]

  • Troféu Oscarito: destinado a grandes atores do cinema brasileiro.
  • Troféu Eduardo Abelin: para diretores, cineastas ou entidades de cinema.
  • Kikito de Cristal: destaca expoentes do cinema latino-americano.
  • Troféu Cidade de Gramado: para nomes que têm ligação com a história de Gramado e contribuíram para a divulgação do evento.[4]

Premiados do Festival de Gramado[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]