Festival de Jazz e Blues de Guaramiranga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Festival Jazz e Blues de Guaramiranga é um festival de jazz e blues que teve início no ano de 2000 na cidade de Guaramiranga. O festival acontece no mesmo período do carnaval, quando depois desce a serra, indo para a cidade de Fortaleza.

Histórico[editar | editar código-fonte]

2000 - O primeiro festival contou com grande apoio das bandas cearenses e do espírito aventureiro de um grupo de idealizadores que buscavam, durante o período mônimo, ter um local agradável para desfrutar de muita música de qualidade. Neste Festival pisaram nos palcos do Teatro Rachel de Queiroz: Toninho Horta e o duo de Flávio Guimarães e André Cristóvam, alem de contar com a apresentações de doze grupos locais que deram um brilho à parte e surpreendem o público, que também pode se deleitar com uma bonita exposição sobre a história do jazz, workshops e jam sessions.

2001 - Com grande repercussão, o evento, em 2001, atraiu a atenção de bandas de outros lugares do Brasil. Teve nos palcos do Teatro o músico Nenê, acompanhado por Proveta e Silvia Góes, Arismar do Espírito Santo, a banda paranaense Mister Jack e Nuno Mindelis alem dacanja de bandas cearenses.

2002 - Ano após ano, o Festival vem crescendo e atraindo cada vez mais adeptos à boa música. Em 2002, contou com a presença de Vitor Biglione, a veterana Cama de Gato e a cearense Big Band Show Case. o Publico também pode aproveitar a exposição "Jazz para os Olhos", do artista plástico Carlus.

2003 - Em 2003, marcaram presença: Hermeto Pascoal, Fernando Noronha e Baseado em Blues, Duofel, Dino Rangel, Izzy Gordon e a Traditional Jazz Band.

2004 - Ganhando ares internacionais, o Festival de 2004 contou com o guitarrista americano Stanley Jordan, o grupo canadence Without Words, Heraldo do Monte, Renato Borghetti, Gilson Peranzzetta, Edu Negrão entre outros.

2005 - Em 2005, homenageando o maestro Antônio Carlos Jobim, o Festival reunindo seus músicos Paulo Jobim, Daniel Jobim, Danilo Caymmi, Paulo Braga para uma grande e belíssima apresentação, e contou ainda com a participação de Stanley Jordan, Pedro Aznar, Naná Vasconcelos, Lancaster, Flávio Naves, Nuno Mindelis, Victor Biglione, Ithamara Koorax e Hélio Delmiro.

2006 - Homenageando, em 2006, o compositor, pianista e arranjador João Donato, o Festival se consagra como um evento de alto nível para os amantes da música de qualidade, vindos de todos os quadrantes do país. Contou com o jazz sofisticado da sueca Lina Nyberg, da carioca Leny Andrade, do próprio homenageado João Donato, do saxofonista Leo Gandelman, do trompetista Márcio Montarroyos, de André Christovam Trio e dp guitarrista americano Kenny Brown.

2007 - Consolidado como um programa de alto nível para os amantes da música de qualidade, o Festival dá CONTINUIDADE à proposta de oferecer a cada ano uma rica programação que une boa música, formação e lazer, com respeito à natureza que garante a beleza do Maciço de Baturité. Na oitava edição o Festival receberia um dos acordeonistas mais respeitados no Brasil e no mundo. Não deu tempo. A saúde de Sivuca foi vencida, mas o artista recebeu homenagens do Festival com um emocionante cortejo de sanfonas, show de sanfoneiros e uma exposição organizada por sua esposa, Glorinha Gadelha. Grandes nomes do jazz e do blues abrilhantaram a edição. A começar por Egberto Gismonti, o renomado guitarrista Scott Henderson, a voz exuberante de Eileina Williams, o piano o violão e a voz de Badi Assad e o talento de Derico & Sindicato do Jazz. Do blues, o festival recebeu a simpatia e vozeirão de Big Time Sarah, JJ Jackson e Blue Jeans.

2008 - Eleita pela revista Viagem e Turismo como a segunda cidade mais romântica do País, Guaramiranga foi cenário de mais uma rica edição do Festival Jazz & Blues. Músicos e platéia em perfeita harmonia. A acolhedora cidade serrana fez abrigo para a DIVERSIDADE de talentos locais, nacionais e internacionais. As ruas ganharam novas cores, novos sons e uma alegria contagiante se espalhou por casas, praças e entre as pessoas: no alto da serra, em meio a tantas estrelas é impossível não se sentir nas nuvens. A exemplo dos anos anteriores, o Festival Jazz & Blues chegou à nona edição com uma vasta programação antes, durante e depois do carnaval. No período antecedente às atividades serranas, shows do projeto Na Trilha do Jazz aconteceram em bares de Fortaleza e oficinas no interior do Estado com o projeto Novos Talentos, marcaram os preparativos para mais uma edição. Durante o carnaval, os palcos do Festival receberam grandes nomes como o francês Jean Jacques Milteau, um “papa” do blues, Ivan Lins, os senegaleses Frères Guissé, Hamilton de Holanda, Danilo Caymmi, Jefferson Gonçalves, entre músicos cearenses de reconhecido talento.

2009 - O Festival chegou à 10ª edição em 2009, data comemorada em grande estilo, afinal, eram 10 anos de Carnaval ao som de jazz, blues, instrumental, MPB e a música internacional de qualidade. O Festival comemorou a solidificação de um feito antes impensado no país do Carnaval, oferecendo a uma parte da população do Estado e visitantes a oportunidade de conviver com importantes artistas da música de todo o mundo, primando pela qualidade e a RESPONSABILIDADE SOCIAL em ações de inclusão, dando oportunidade a jovens músicos e com parte da programação com acesso gratuito ao público. Na décima edição o Festival recebeu Dominguinhos, o belga Toots Thielemans, César Camargo Mariano, Arthur Maia, Ná Ozzetti, Trio + 1, formado por Benjamin Taubkin, Zeca Assumpção e Sérgio Reze, Joatan Nascimento; Lanny Gordin, Paulo Meyer, Pablo Fagundes, as bandas Dixie Square Jazz Band e Beale Street. Recebeu ainda os cearenses Luciano Franco, Ricardo Bezerra, Lúcio Ricardo, Nélio Costa, Timbral, Blues Label e Artur Menezes.

2010 - Depois de 10 edições, hora de buscar mais INOVAÇÕES para marcar o início de sua segunda década. Uma delas foi o Café no Tom, um espaço de exposição, café e entrevistas. Nele, os visitantes conferiram a exposição Alma Jazz & Blues, do fotógrafo Chico Gadelha, com momentos históricos da primeira década do Festival. Outra novidade foi o projeto Residências Artísticas, visando estimular e colaborar continuamente para a formação musical de novas gerações e, assim, agregar valor à comunidade. Na 11ª edição o Festival Jazz & Blues apresentou um ar mais jazzístico, com atrações de renome nacional e internacional. Nos palcos o pianista cearense Antônio José Forte com o baterista e percussionista carioca Robertinho Silva e participação do clarinetista cearense Carlinhos Ferreira, show de Túlio Mourão com Nonato Luiz, Wagner Tiso com Victor Biglione. Trio Corrente com o cubano Paquito D’Rivera, o guitarrista Chico Pinheiro, Rildo Hora com Misael da Hora, Carlos Malta, os grupos UAKTI, Ramo, Caninga Trio, Viola de Arame e Marimbanda, Márcio Resende e Paula Tesser. Do blues, o Festival recebeu Magic Slim, Harmônica Mercosul, Artur Menezes e a Big Time Orchestra.

2011 - O 12º Festival Jazz & Blues levou ao palco a cantora e compositora Carmen Souza, nascida em Portugal com raízes no Cabo Verde; o saxofonista moçambicano Moreira Chonguiça; o renomado gaitista americano Rick Estrin com sua banda Rick Estrin and The Nightcats; o violinista Nicolas Krassik, francês radicado no Rio de Janeiro; a cantora e compositora carioca Joyce Moreno; o multi-instrumentista Arismar do Espírito Santo; Claudio Dauelsberg Trio, formado por Claudio Dauelsberg (piano), Caíto Marcondes (percussão) e Adriano Giffoni (baixo); Zé Menezes, em plena atividade profissional aos 89 anos de idade, acompanhado por Daniela Spielmann (Sax e Flauta) e Marcelo Caldi (piano e acordeon); a cantora carioca Taryn Szpilman; o baiano Amadeu Alves; os grandes instrumentistas cearenses Adelson Viana e Manassés de Sousa; a brasiliense Brazilian Blues Band e, no comando das Jam Sessions, a banda cearense De Blues em Quando. 

2012 - Os diferentes estilos e a riqueza dos sons entoados pelas atrações da 13° edição do Festival Jazz & Blues contribuíram mais uma vez para tornar universal a pequena cidade de Guaramiranga. Artistas de origens diversas, como Cuba, Israel, Estados Unidos, Bélgica, Argentina e Brasil, subiram a serra para se apresentar a um público de cerca de 20 mil pessoas durante os quatro dias de Carnaval. A Cidade Jazz & Blues se consagrou, abrigando grandes atrações de várias nacionalidades. Omar Puente (Cuba), Gadi Lehavi (Israel) com Ravi Coltrane (EUA), The L.X.G (EUA), Yamandu Costa (RS), Danilo Caymmi (RJ), Atiba Taylor (EUA) com Artur Menezes (CE), Jaques Morelenbaum e Cello Samba Trio (RJ), Grupo Solar com Tatiana Parra (SP), Gabriel Grossi (BSB),  Roberto Taufic e Eduardo Taufic (RN), Puro Malte (CE), Blues Label, De Blues em Qaundo e Felipe Cazaux (CE) fizeram a festa do Festival Jazz & Blues.

2013 - A Cidade Jazz & Blues, que pela terceira vez foi erguida em Guaramiranga para receber o Festival, ficou lotada em todas as sessões, dos ensaios abertos e shows do fim de tarde aos espetáculos noturnos e Jam Sessions que terminavam às 3h da manhã. O local foi palco das 15 atrações locais, nacionais e internacionais e dos mais de 100 jovens músicos cearenses que participaram das Residências Artísticas gratuitas. Confira a seguir nossos momentos inesquecíveis deste ano. Veja quem marcou o Festival de 2013: Rosa Passos, uma das maiores cantoras brasileiras de atuante carreira internacional; Nayra Costa, que se destacou nacionalmente no programa The Voice Brasil em 2012; Márcio Resende, que homenageou Dave Brubeck com a releitura do clássico disco "Time Out"; o jovem Marcos Lessa, revelação do festival este ano, com um tributo a Wilson Simonal; o sanfoneiro cearense Waldonys e Misael da Hora, pianista carioca, com o show “Baião Instrumental – uma homenagem a Luiz Gonzaga”; o lendário trombonista Raul de Souza, renomado entre os ícones do jazz internacional e da música brasileira; Scott Feiner & Pandeiro Jazz, liderado pelo pandeirista americano residente no Rio de Janeiro; a cantora maranhense residente na França Anna Torres, que caiu nas graças do público acompanhada pelo Jazzera Trio, grupo de Guaramiranga que é considerado uma cria do Festival.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]