Festival de música

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde maio de 2011)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.

Um festival de música é um festival cuja principal atração é a música, organizado na maioria das vezes em torno de um gênero, nacionalidade ou localidade dos músicos. São comumente feitos em locais públicos, em conjunto com outras atrações como artistas performáticos, atividades sociais e o comércio de gêneros alimentícios e outros produtos.

Muitos festivais são anuais, ou se repetem de acordo com um intervalo específico. Alguns, como os festivais de rock, acontecem apenas uma vez. Outros, são organizados como concertos beneficentes, em prol de causas humanitárias.

No Brasil[editar | editar código-fonte]

No Brasil os festivais de música são mais conhecidos como um evento cultural para escolha (em uma ou várias etapas) e premiação de canções, compositores e intérpretes e obras musicais. Um dos primeiros aconteceu durante a festa da Penha (no Rio de Janeiro), no início do século XX, sendo a escolha das melhores músicas feita por populares. Após o surgimento do rádio, tornou-se um espetáculo com uma plateia de celebridades, empresários, entre outras personalidades[1] .

Fizeram história no país o Festival de Música Popular Brasileira, na Rede Record, e o Festival Internacional da Canção, da Rede Globo, ambos durante a década de 1960.

No sul, com outro apelo, acontece desde 1996 o festival de verão Planeta Atlântida, em Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Em Portugal[editar | editar código-fonte]

A história dos eventos de música em Portugal surge nas décadas de 1950 e 1960, com a Grande Noite do Fado em 1954, e em 1964 quando é realizado pela primeira vez o televisivo Festival RTP da Canção com objectivo de escolher a representação no Festival da Eurovisão. Em 1971 surge o Festival de Vilar de Mouros, o primeiro festival de música ao vivo em Portugal.

Na década de 1990 os festivais de música tiveram o seu boom, com o Paredes de Coura (1993), o Super Bock Super Rock (1995), o Festival Sudoeste (1997) e o Boom Festival (1997). O início dos anos 2000 são marcados, pela realização do Rock in Rio Lisboa, desde 2004.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Festivais de Música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Referências

  1. Antônio José Chaves. Comunicação e música. SP: Clube de Autores, 2012. ISBN 978-85-914392-3-2