Festklänge

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Festklänge (Sons de festa), S.101, é um dos treze poemas sinfónicos de Franz Liszt, composto em 1854. É o número 7 dos seus poemas sinfónicos, escritos durante o seu período em Weimar.[1] É baseado numa obra de Schiller, a Homenagem às Artes, mas não existe relação definida com esta.[2]

Estrutura[editar | editar código-fonte]

O início (Andante mosso con brio) segue a forma sonata mas sem desenvolvimento, ritmada pelos timbales. Segue-se um Andante sostenuto e um Allegretto-tempo rubato, onde se insere uma polca, que é uma homenagem à princesa russo-polaca Carolyne zu Sayn-Wittgenstein, com quem Liszt pensava vir a casar.

A peça foi estreada no Teatro da Corte de Weimar em 9 de novembro de 1854, sob direcção do compositor. O tempo de execução ronda os 15 a 17 minutos.

Referências

  1. Searle, p. 287.
  2. Tranchefort, op.cit., p.424

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Searle, Humphrey. In: Alan Walker. Franz Liszt: The Man and His Music. Nova Iorque: Taplinger Publishing Company, 1970. Capítulo The Orchestral Works. ISBN 0-8008-2990-5.
  • François-René Tranchefort. Guia da Música Sinfónica (em <código de língua não-reconhecido>). 1.ª. ed. Lisboa: Gradiva, 1998. 903 pp. ISBN 9-726-62640-4.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]