Feudo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde dezembro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

No feudalismo, um Feudo é a terra concedida por um suserano ao vassalo, em troca de fidelidade e ajuda militar. Essa prática desenvolveu-se na Idade Média, após o fim do Império Romano e foi a base para o estabelecimento de uma aristocracia fundiária.

A palavra "feudo", de origem germânica (do germânico vieh, pelo frâncico fëhu, significando gado, posse, ou propriedade, pelo b.-lat. feudu[1] ), foi latinizada e no fim do século IX aparece na região do Midi (sul da França) como fevum, talvez por confusão com a palavra fiscum, que designava, à época carolíngia, os grandes domínios reais - e com uma ligação com beneficium, o que evocaria a origem pública do feudo no sul da Europa (o beneficium designa a concessão de uma terra por um agente público, em troca de serviços públicos). O feudalismo era a base rural desenvolvida na idade média. Do feudo nasceu o chamado feudalismo, que consistia numa organização política e social que se baseava na relação entre suseranos e vassalos. No feudo se produzia apenas o que seria consumido nele mesmo. Nele estavam:

  • Manso Senhorial - terras de domínio do senhor feudal como o moinho e o castelo ;
  • Manso Servil - área de produção de subsistência dos camponeses (servos);
  • Terras Comunais - lugar onde os servos podiam coletar madeira,fazer pastagens,e onde ficavam os rios.

Nos feudos, os camponeses que trabalhavam para o suserano tinham de pagar vários impostos a ele, entre eles:

  • Corveia - Trabalhar de graça por alguns dias da semana.
  • Banalidade - Uso de propriedades, moinho, forno, prensas.
  • Talha - Entregar ao senhor parte do que produzia
  • Mão morta -Imposto pago pela família do servo para permanecer na terra após a sua morte

Além disso os camponeses pagavam o dízimo à Igreja, que equivalia a 10% de seu salário.

A economia Feudal.

O feudo era uma unidade produtora autossuficiente.Quase tudo o que seus moradores necessitavam era produzido no próprio feudo.

Um feudo medieval.

Em um feudo eram praticados vários tipos de artesanato e também algumas atividades comerciais.No entanto,a principal atividade econômica era a agricultura.

Servos e escravos.

A maior parte do trabalho dos feudos era realizada pelo servos.No período medieval,a servidão não eliminou a escravidão,mas contribuiu para limitá-la.

O servo,diferentemente do escravo,não podia ser vendido,pois estava ligado a terra e,por isso,também não podia ser expulso do feudo.Além disso,pelo fato de o servo não podia ser castigado fisicamente.

Casas dos servos.

As casas do servos ficavam agrupadas em aldeias,localizadas perto de um lago ou de um fonte de água.Essa casas eram simples cabanas de madeira,com telhados de palha,chão de terra batida e mobiliário rústico

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Novo Dicionário Eletrônico Aurélio v.5.0
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.