Fides et Ratio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Brasão pontifício de João Paulo II

Fides et Ratio é a décima segunda Encíclica do Papa João Paulo II, de 14 de Setembro de 1998, e aborda as relações entre a e a razão (fides et ratio), que constituem como que as duas asas pelas quais o espírito humano se eleva para a contemplação da verdade.

A encíclica recorda que a fé a razão foram o objeto de estudos exaustivos por parte de São Tomás de Aquino no século XIII, nomeadamente na sua Suma Teológica. Recorda o trabalho de apropriação pelo Ocidente, dos séculos XIIs e XIII, da filosofia de Aristóteles, um dos maiores filósofos da Grécia Antiga.

Insiste na importância da filosofia e alerta para os diferentes perigos que são o ecletismo, o historicismo, o cientificismo, o pragmatismo e o nihilismo. Indica que o positivismo foi desacreditado pela crítica epistemológica, mas que reaparece sob a forma de cientificismo. Menciona uma persistente mentalidade positivista: "continua a ser, contudo, verdadeiro que uma certa mentalidade positivista continua a acreditar na idéia que, graças às conquistas científicas e técnicas, o homem, como um demiurgo, pode chegar a ser o único plenamente soberano do seu destino."

A encíclica destaca sobretudo os novos desenvolvimentos da filosofia: "a herança do saber e a sabedoria se têm enriquecido em numerosos domínios". A hermenêutica, a lógica, a filosofia da linguagem, a epistemologia, a filosofia da natureza, a antropologia, a análise exaustiva dos meios afetivos do conhecimento, a aproximação existencial da análise da liberdade, indicam que, de acordo com certos pensadores, entramos numa outra época, pós-moderna, mas este termo pode ter significado ambíguo.

Índice da Encíclica[editar | editar código-fonte]

  • Bênção
  • Introdução - Conhece-te a ti Mesmo
  • Capítulo I: A Revelação da Sabedoria de Deus
  • Capítulo II: Credo ut intellegam
  • Capítulo III: Intellego ut credam
  • Capítulo IV: A Relação entre a Fé e a Razão
  • Capítulo V: Intervenções do Magistério em matéria filosófica
  • Capítulo VI: Interação da Teologia com a Filosofia
  • Capítulo VII: Exigências e tarefas atuais
  • Conclusão

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Catolicismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.