Filho da França

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Filhos da França (em francês: Fils de France) era um título honorífico que possuíam os filhos legítimos dos Reis e Delfins da França.

Coroa de Filho da França.

Os membros femininos da Família Real eram conhecidas como Filhas da França (em francês: Filles de France).

Para os filhos do Delfim, na qualidade de filhos do herdeiro aparente, se concedeu o mesmo status dos filhos do Monarca.

Infantes da França (em francês: enfants de France) era a forma quando referia-se a totalidade de Filhos da França. Entretanto este termo (infante) não deve ser confundido com os Infantes de Portugal e Espanha.[1] [2] [3] [4]

Luís XV de França (1710-1774) em sua época de delfim de França, ele se tratava um caso particular pois tratava-se de um bisneto e não filho do Rei.
Isabel de Bourbon (1602-1644), primera Madame Royale, era filha de Enrique IV, ao casar-se com o Rei Filipe IV de Espanha o título passou a sua irmã Cristina (1606-1663).
Felipe I de Orleans, titulado Monsieur. irmão de Luis XIV, fundador da atual Casa de Orléans.
Ana Maria Luísa de Orléans, Duquesa de Montpensier (1627-1693), era filha do Monsieur Gastón de Orleans e prima de Luís XIV de França. Foi a única personagem que portou o título de Gran Mademoiselle.

Família Real[editar | editar código-fonte]

Desde o século XV, os principais membros da Casa Real Francesa foram raramente designados com algum título nobiliárquico; assim, a melhor forma para reconhecê-los foi a sua posição dentro da Família Real.

A Família Real (em francês: Famille du Roi) era composta pelo Rei, Rainha, Rainha-Viúva, os Infantes ou Crianças da França (em francês: enfants de France), os Pequenos Infantes ou Netos da França (em francês: Petits-enfants de France).[5]

O delfim era o mais velho dos Filhos da França, e era conhecido como Monsieur ou Monsenhor o Delfim (em francês: Monsieur Le Dauphin ou Monseigneur Le Dauphin). Já o irmão do futuro rei era conhecido, simplesmente, como Senhor e sua esposa de Madame.[6]

As filhas do Rei recebiam após o seu nome o título de Madame; já a filha mais velha recebia o título de Madame Real (em francês: Madame Royale) até se casar. Os filhos, quando recebiam títulos, eram os principais do pariato, sendo normalmente o de Duque, com exceção do delfim.

Havia uma diferença entre os Filhos da França e Príncipes de Sangue. Os primeiros eram a família mais próxima do Rei (filhos e irmãos); já os segundos faziam referência a qualquer uma das linhas derivada da Casa Real Francesa (Orleães, Condé etc). O chefe de cada linha secundária recebia um nome particular, ou seja, seguiam a linha masculina, sendo bisnetos e descendentes mais remotos dos Reis Franceses anteriores.

É necessário o conhecimento destes termos para a leitura de textos escritos por Retz, Saint-Simon, entre outros.

Tratamentos[editar | editar código-fonte]

Todos os enfants de France tinham, a partir do Reinado de Luís XIII,[7] o direito de usar o estilo de Alteza Real. Mas na prática, era mais usual os tratamentos honoríficos tradicionais (Monsier, madame ou mademoiselle).[8]

Títulos tradicionais[editar | editar código-fonte]

  • Monseigneur ou Monsieur le Dauphinherdeiro da Coroa, seria o primogênito (sexo masculino) do Rei ou seu neto. Em algumas ocasiões havia pequena variação de título, como no caso de Luís chamado de Grande Delfim, por ser obeso, e de seu filho Luís, o Duque de Borgonha, ao que se concedeu o título de Pequeno Delfim em fracês: le Petit Dauphin), para distingui-lo de seu pai;
  • Madame la Dauphine' '→ era a esposa do anterior;
  • Madame Royale → filha mais velha do rei e irmã do Delfim;
  • Monsier → o irmão varão do Rei, sendo que esta, em ordem de nascimento, abaixo do Rei; se este havia falecido o título ia para o seguinte na ordem de nascimento e;
  • Madame → era a esposa do anterior.

Outros títulos[editar | editar código-fonte]

  • Petit-fils → eram os filhos dos Fils de France, ostentavam, também, o título de Alteza Real;
  • Mademoiselle → usualmente outorgada a filha mais velha do Monsier e;

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. The Descendants of Louis XIII. Daniel Willis. 1999, p.3
  2. Genealogisches Handbuch des Adels, Band VIII. C.A. Starke. 1968, p. 200
  3. Le Royaume d'Italie, vol. 1. C.E.D.R.E. 1992, p.131
  4. L'Allemagne Dynastique, tome V. Michel Huberty. 1988, p. 572
  5. ib. Spanheim, Ézéchiel, pp. 81, 87, 313-314.
  6. ib. Spanheim, Ézéchiel, p. 72.
  7. Velde, François. The French Royal Family: Titles and Customs — Formal Styles Heraldica.org. Visitado em 4 junho 2011.
  8. Velde, François. The French Royal Family: Titles and Customs — Forms of Address Heraldica.org. Visitado em 4 junho 2011.
  • Nagel, Susan. Marie-Thérèse, Child of Terror. Bloomsbury, EEUU, 2008.
  • Spanheim, Ézéchiel. Relation de la Cour de France. Ed. Émile Bourgeois, París, 1973.
  • Willis, Daniel. The Descendants of Louis XIII. 1999.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Filho da França
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Filho da França