Filipe Luís

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Filipe Luís Kasmirski)
Ir para: navegação, pesquisa
Filipe Luís
Filipe Luís
Filipe Luís jogando pelo Chelsea em 2014
Informações pessoais
Nome completo Filipe Luís Kasmirski
Data de nasc. 9 de agosto de 1985 (29 anos)
Local de nasc. Jaraguá do Sul, Santa Catarina, Brasil
Nacionalidade  brasileiro
Altura 1,83 m
Canhoto
Informações profissionais
Clube atual Inglaterra Chelsea
Número 3
Posição Lateral-esquerdo
Clubes de juventude
1995–2003 Brasil Figueirense
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
2003–2004
2004–2005
2005–2006
2005–2006
2006–2010
2010–2014
2014–
Brasil Figueirense
Países Baixos Ajax
Uruguai Rentistas
Espanha Real Madrid B (emp.)
Espanha Deportivo La Coruña
Espanha Atlético de Madrid
Inglaterra Chelsea
00024 00000(1)
00037 00000(0)
00000 00000(0)
00037 00000(0)
00135 00000(8)
00180 00000(5)
00001 00000(0)
Seleção nacional3
2004–2005
2009–
Brasil Brasil Sub-20
Brasil Brasil
00016 00000(2)
00004 00000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 30 de agosto de 2014.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 14 de junho de 2013.

Filipe Luís Kasmirski, mais conhecido como Filipe Luís, (Jaraguá do Sul, 9 de agosto de 1985) é um futebolista brasileiro que atua como lateral-esquerdo. Atualmente joga pelo Chelsea da Inglaterra.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Revelado pelo Figueirense em 2003, atuou no clube ate 2004 quando se transferiu para o Ajax, da Holanda.

Em pouco tempo chamou a atenção do Real Madrid B, que também o contratou por um período de empréstimo, quando seu passe pertencia ao Rentistas, time que sequer jogou uma partida.

Em 2006, foi contratado pelo Deportivo de La Coruña.

Recentemente foi eleito pela UEFA como o melhor lateral-esquerdo do Campeonato Espanhol (temporada 2008-09). O jogador também tem em seu currículo um recorde importante: atuou consecutivamente nas últimas 66 partidas como titular com a camisa do Deportivo.

No dia 23 de janeiro de 2010, num jogo contra o Athletic Bilbao, sofreu uma grave fratura do perônio com luxação do tornozelo direito após chocar-se com o goleiro adversário, Gorka Iraizoz, na mesma jogada onde fez o primeiro gol da vitória de 3x1 do Deportivo La Coruña. Ele ficou afastado dos gramados por vários meses, perdendo assim as poucas chances que ainda lhe restavam de ser convocado à Copa do Mundo de 2010.[1]

No dia 23 de julho de 2010, o Deportivo La Coruña anunciou a venda do jogador para Atlético de Madrid. Filipe firmou um acordo válido por 5 anos com o novo clube.

Em 16 de julho de 2014 o Chelsea anunciou sua transferência ao clube.[2]

Seleção[editar | editar código-fonte]

No dia 7 de agosto de 2009, recebeu sua primeira convocação para a Seleção Brasileira principal. Foi chamado devido ao corte do lateral Marcelo.[3]

Em Setembro de 2009, foi novamente convocado, dessa vez para os dois últimos jogos das eliminatórias, contra Bolívia e Venezuela.

Foi convocado em Janeiro de 2013, no time de reestreia do treinador Luiz Felipe Scolari na seleção Brasileira, para atuar contra a Inglaterra no dia 06 de fevereiro.

Antes de estrear pelo Brasil, chegou a ser sondado pela Polônia, terra de seu bisavô e origem do seu sobrenome Kasmirski.[4] Filipe também tem origem italiana, terra de sua mãe.[carece de fontes?] Além de ter sido cogitado na seleção espanhola e de também ter alguns parentescos austríacos.[carece de fontes?]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Figueirense
Ajax
Atlético de Madrid

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Goal.com (24 de Janeiro de 2010). Filipe Luis ficará até seis meses afastado do La Coruña (em português). Página visitada em 24 de Janeiro de 2010.
  2. Luis agreement reached (em inglês). Sítio oficial Chelsea FC (16 de julho de 2014).
  3. Portal UOL Esportes (7 de agosto de 2009). Marcelo é cortado, e Dunga convoca novato Filipe para a lateral esquerda (em português). Página visitada em 7 de agosto de 2009.
  4. "Múltipla escolha", Paulo Passos, Placar número 1328, março de 2009, Editora Abril, pág. 89

Ligações externas[editar | editar código-fonte]