Filipe da Bélgica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Filipe
Rei dos Belgas
Rei da Bélgica
Reinado 21 de julho de 2013
Presente
Predecessor Alberto II
Esposa Matilde d'Udekem d'Acoz
Descendência
Isabel, Duquesa de Brabante
Gabriel da Bélgica
Emanuel da Bélgica
Leonor da Bélgica
Nome completo
Filipe Leopoldo Luís Maria[1]
Casa Saxe-Coburgo-Gota
Pai Alberto II da Bélgica
Mãe Paula de Calábria
Nascimento 15 de abril de 1960 (54 anos)
Bruxelas, Bélgica
Religião Catolicismo

Filipe (Bruxelas, 15 de abril de 1960) é o Rei da Bélgica desde julho de 2013. Oriundo da casa de Saxe-Coburgo-Gota, é o filho mais velho do rei Alberto II, quem sucedeu após a abdicação por motivos de saúde, e da rainha Paula de Calábria. É casado com a condessa Matilde d'Udekem d'Acoz, com quem tem quatro filhos: Isabel, Gabriel, Emanuel e Leonor. Sua filha mais velha, a princesa Isabel, é a próximo na linha de sucessão. Aos 54 anos de idade, Filipe é o terceiro monarca mais jovem da Europa, atrás de Guilherme Alexandre dos Países Baixos e Filipe VI da Espanha.

Família, educação e carreira militar[editar | editar código-fonte]

Filipe nasceu no Castelo de Belvédère na freguesia de Laeken, em Bruxelas, em 15 de abril de 1960, como o filho mais velho do Príncipe de Liège, Alberto e sua esposa Paula de Calábria.[1] Filipe tem uma irmã, Astrid, e um irmão mais novo, Lourenço. Seus padrinhos foram o rei Leopoldo III, seu avô paterno, e D. Luisa Ruffo di Calabria, sua avó materna.

Ele foi educado, tanto em francês como em neerlandês, na Real Escola Militar da Bélgica, entre 1978 e 1981, continuando seus estudos em Trinity College, na Universidade de Oxford, Inglaterra. Frequentou a Universidade de Stanford, na Califórnia, onde se graduou com um mestrado em Ciências políticas no ano de 1985.

Depois que ele foi nomeado segundo-tenente em 1980, o príncipe obteve a sua insígnia de piloto de combate e seu certificado como para-quedista. Em 1989, Filipe frequentou uma série de sessões especiais no Real Instituto Superior de Defesa e foi promovido a coronel.

Em 25 de março de 2001, o duque de Brabante foi nomeado major-general e contra-almirante.

Casamento e filhos[editar | editar código-fonte]

Família real belga
Casa de Saxe-Coburgo-Gota
Great coat of arms of Belgium.svg

SM o Rei
SM a Rainha


SM o rei Alberto II
SM a rainha Paola


  • SM a rainha Fabíola
  • SAR a princesa Léa
  • SAR a princesa Maria Cristina
  • SAR a princesa Maria Esmeralda

No dia 4 de dezembro de 1999, o Príncipe Filipe casou-se com Matilde d'Udekem d'Acoz, filha do conde Patrik d'Udekem d'Acoz e da condessa Anna Maria Komorowska. O casal tem quatro filhos:

Graças à reforma nas leis de sucessão ao trono belga com a revogação da primogenitura masculina, a princesa Isabel é a primeira na linha de sucessão. Os príncipes Gabriel, Emanuel e Leonor seguem na linha sucessória após a sua irmã mais velha.

Ascensão ao trono[editar | editar código-fonte]

Filipe ascendeu ao trono belga em 21 de julho de 2013 após a abdicação do seu pai Alberto II. A cerimônia foi acompanhada por sua esposa Matilde e o restante da família real, representantes do governo federal e do Executivo, legislativo e judiciário, entre outras personalidades.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Philippe, king of Belgium (em inglês) Encyclopædia Britannica, Inc.. Página visitada em 26 de setembro de 2014.
  2. Philippe jura Constituição e é novo rei dos belgas (em português) EFE. Yahoo! Brasil (21 de julho de 2013). Página visitada em 26 de setembro de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Filipe da Bélgica
Filipe da Bélgica
Casa de Saxe-Coburgo-Gota
Ramo da Casa de Wettin
15 de abril de 1960
Precedido por
Alberto II
Great coat of arms of Belgium.svg
Rei da Bélgica
21 de julho de 2013
Titular
Herdeira aparente
Isabel, Duquesa de Brabante