Filippo Baldinucci

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Um quadro de Baldinucci exposto na Sala das Pás da Accademia della Crusca

Filippo Baldinucci (Florença, c.1624 - 1 de janeiro de 1697) foi um historiador da arte e biógrafo italiano. É considerado o mais significativo historiador das artes e artistas do período Barroco.

Patrocinado pela família Médici, aspirou ser o novo Vasari, renovando e expandindo as biografias deste e adicionando alguns artistas omitidos no Vite, especialmente artistas franceses e flamengos. Seu trabalho mais importante foi seu dicionário biográfico dos artistas chamado Notizie de' professori del disegno da Cimabue in qua[1] , que começou a ser publicado em 1681 e continuou após sua morte. Sua biografia de Gian Lorenzo Bernini foi publicada em 1682[2] .

Baldinucci veio de uma importante família da elite mercantil de Florença. Além de escritor, era também artista, desenhando a giz e modelando em cera. Muitos de seus retratos de amigos estão na coleção da Galleria degli Uffizi. A Villa Medicea di Castello, onde funciona a Accademia della Crusca possui uma pintura sua, uma alegoria. O Getty Museum possui um retrato em giz preto e vermelho.[3]

Foi também curador do acervo dos Medici, introduzindo novas idéias sobre organização de coleções de arte. Foi o primeiro a distinguir o modo peculiar de cada artista em uma obra de arte, a chamada mão do artista, para atribuir autoria às pinturas da época, geralmente não assinadas.


Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Obra[editar | editar código-fonte]

  • Comminciamento e progresso dell'arte dell'intagliare in rame colle vite di molti de' più eccellenti maestri della stessa professione... Florence 1667.[4]
  • Vocabolario toscano dell'arte del disegno Florence 1681.[5] [6]
  • Notizie de' professori del disegno da Cimabue in qua, 6 vols, Florence 1681-1728[7]
  • Vita del cav. Gio. Lorenzo Bernino, Lettera a Vinc. Capponi, Veglia sulle Belle Arti, Lezione accademica 1682.[8]

Sobre[editar | editar código-fonte]

  • Encyclopaedia Britannica 1911: "Filippo Baldinucci"
  • Schlosser-Magnino, Julius. La letteratura artistica Rev. ed. 1935
  • Ernst Gombrich Kunstliteratur, em Atlantisbuch der Kunst 1952 [9]

Referências

  1. Notícias de professores de desenho, desde Cimabue até a atualidade
  2. "Sua biografia de Bernini é a fonte mais reputada do Barroco" (Ernst Gombrich "Kunstliteratur").
  3. Getty Museum
  4. Contém a primeira menção às pinturas de Rembrandt' na Itália.
  5. Vocabolario Toscano dell'Arte del Disegno, nel quale si explicano i propri termini e voci, non solo della Pittura, Scultura, & Architettura; ma ancora di altre Arti a quelle subordinate, e che abbiano per fondamento il Disegno
  6. Versão original
  7. Parte da obra foi publicada póstumamente
  8. Publicado pela primeira vez como um apêndice ao Notizie
  9. http://www.library.yale.edu/art/ehgkl1.html Versão em inglês
Ícone de esboço Este artigo sobre Arte ou História da arte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.