Filme independente

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Um filme independente é um tipo de produção de cinema, resultando em um filme que é produzido com pouca ou nenhuma interferência de um grande estúdio de cinema. Além de ser produzido e distribuído por empresas de entretenimento independentes, os filmes independentes também são produzidos e/ou distribuídos por subsidiárias de grandes estúdios de cinema. Filmes independentes são, por vezes, distinguíveis por seu conteúdo e estilo, e pela maneira em que a visão artística pessoal dos cineastas é mostrada.

Normalmente, mas não sempre, os filmes independentes são feitos com orçamentos consideravelmente mais baixos do que outros filmes.[1] [2] Em geral, a comercialização de filmes independentes é caracterizada por lançamentos limitados (em poucas salas de cinema), mas também podem ter grandes campanhas de marketing e terem um grande lançamento. Filmes independentes são, muitas vezes, exibidos em festivais de cinema antes do lançamento nos cinemas. Uma produção de cinema independente pode rivalizar com a produção tradicional cinematográfica se tem o financiamento e a distribuição necessária para isso. Há um prêmio anual — o Independent Spirit Awards —, onde premiações são oferecidas aos melhores filmes independentes e aos profissionais neles envolvidos.

Até hoje, o filme independente mais caro já criado foi The Phantom of the Opera, um filme de 2004 dirigido por Joel Schumacher, que no final teve seus direitos comprados pela Universal.

Filmes de sucesso[editar | editar código-fonte]

São exemplos de filmes independentes de grande sucesso:

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

Leitura complementar[editar | editar código-fonte]

  • Lyons, Donald. Independent Visions: A Critical Introduction to Recent Independent American Film. [S.l.]: Ballantine Books, 1994. ISBN 0-345-38249-8
  • Vachon, Christine. A Killer Life: How an Independent Film Producer Survives Deals and Disasters in Hollywood and Beyond. [S.l.]: Simon & Schuster, 1996. ISBN 0-7432-5630-1
  • Redding, Judith; Brownworth, Victoria. Film Fatales: Independent Women Directors. [S.l.]: Seal Press, 1997. ISBN 1-878067-97-4
  • Levy, Emanuel. Cinema of Outsiders: The Rise of American Independent Film. [S.l.]: New York University Press, 1999. ISBN 0-8147-5123-7
  • Merritt, Greg. Celluloid Mavericks: The History of American Independent Film. [S.l.]: Thunder's Mouth Press, 2000. ISBN 1-56025-232-4
  • Biskind, Peter. Down and Dirty Pictures: Miramax, Sundance, and the Rise of Independent Film. [S.l.]: Simon & Schuster, 2004. ISBN 0-684-86259-X
  • Pierson, John. Spike Mike Reloaded. [S.l.]: Miramax Books, 2004. ISBN 1-4013-5950-7
  • Levy, Emanuel. Cinema of Outsiders: The Rise of American Independent Film. [S.l.]: NYU Press, 2001. ISBN 978-0-8147-5124-4
  • Hall, Phil. The History of Independent Cinema. [S.l.]: BearManor Media, 2009. ISBN 1-59393-335-5
  • Richard Dyer Maccann. (Summer, 1962). "Independence, with a Vengeance". Film Quarterly 15 (4): 14–21. University of California Press. DOI:10.1525/fq.1962.15.4.04a00060.

External links[editar | editar código-fonte]