Filosofia da Ciência (livro)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Filosofia da Ciência: introdução ao jogo e suas regras
Autor (es) Rubem Alves
Idioma Português
País  Brasil
Assunto Filosofia da ciência
Editora Brasiliense
Formato Impresso
Lançamento 1981
Páginas 176
ISBN 978-85-15-01969-4

Filosofia da Ciência: introdução ao jogo e suas regras é um livro escrito pelo escritor brasileiro Rubem Alves. Publicado pela editora Brasiliense em 1981, foi republicado pela Ars Poetica em 1996 e pela Loyola a partir de 2000.[1]

Temas abordados[editar | editar código-fonte]

O livro consiste em definir o senso comum e a ciência demarcando a origem e os pensamentos responsáveis pela organização do conhecimento. Rubem Alves propôs problemas do cotidiano do senso comum para inferir que a ciência é o senso comum refinado e disciplinado. Por meio desses exemplos, que ilustravam os obstáculos para os cientistas, o autor expôs as maneiras com que a ciência busca uma ordem.

A principal comparação realizada por Rubem Alves entre o senso comum e a ciência é que ambos só pensam e tentam definir uma ordem quando há algo problemático. Para Rubem só faz ciência aquele que é capaz de criar um problema e se dispor a resolvê-lo, pois é assim que ocorre o conhecimento. No livro, Rubem Alves também expôs os meios de alcançar a solução dos problemas, que segundo ele, ocorre no inverso da ação, ou seja, no ato de pensar.

Referências

  1. Filosofia da Ciência in books.google.pt Consultado em 20 abr 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.