Filosofia do Renascimento

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
[edit]
Sanzio 01 cropped.png
História da filosofia ocidental
Pré-socráticos
Filosofia antiga
Filosofia medieval
Filosofia renascentista
Filosofia do século XVII
Iluminismo
Filosofia do século XIX
Filosofia do século XX
Filosofia Pós-Moderna
Filosofia Contemporânea
Veja também:
Filosofia oriental
Filosofia babilônica
Filosofia indiana
Filosofia iraniana
Filosofia chinesa
Filosofia coreana
Filosofia islâmica
Filosofia judaica

A filosofia do renascimento cultural foi o período da história da filosofia na Europa que está situado entre a Idade Média e o Iluminismo. Ele inclui o século XV; alguns estudiosos estendem o seu começo a década de 1350 e o seu termo ao final do século XVI ou ao começo do século XVII, sobrepondo a Reforma e a Idade Moderna. Entre os elementos distintivos da filosofia do renascimento cultural estão o renascimento da educação e civilização clássica e um retorno parcial à autoridade de Platão sobre Aristóteles (que dominou a filosofia medieval).

O período foi marcado por transformações em muitas áreas da vida humana que assinalam o final da idade média e o inicio da idade moderna. Apesar dessas transformações serem bem evidentes na cultura, sociedade econômica, política e religião, caracterizando a transição do feudalismo para o capitalismo e significando uma ruptura com as estruturas medievais, o termo é mais habitualmente empregado para descrever seus efeitos nas artes, na filosofia e na ciência.

Lista de filósofos famosos do Renascimento[editar | editar código-fonte]

Movimentos notáveis[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre filosofia / um filósofo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.