Final Fantasy Crystal Chronicles: My Life as a Darklord

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Final Fantasy Crystal Chronicles: My Life as a Darklord
Desenvolvedora Square Enix
Publicadora(s) Square Enix
Distribuidora Nintendo
Escritor(es) Yasuhisa Izumisawa
Compositor(es) Kumi Tanioka
Plataforma(s) Wii (WiiWare)
Série Final Fantasy Crystal Chronicles
Data(s) de lançamento Japão 30 de Junho de 2009
Estados Unidos 20 de Julho de 2009
União Europeia 17 de Julho de 2009
Gênero(s) Estratégia
Modos de jogo Single player
Número de jogadores 1
Classificação Inadequado para menores de 10 anos i ESRB (América do Norte)
Inadequado para menores de 12 anos i PEGI (Europa)
Média Download
Requisitos mínimos 316 blocos.
Controles Wii remote, Controle Clássico
Idioma Japonês.
Traduções Inglês.

Final Fantasy Crystal Chronicles: My Life as a Darklord (光と闇の姫君と世界征服の塔 ファイナルファンタジー・クリスタルクロニクル, Hikari to Yami no Himegimi to Sekaiseifuku no Tō Fainaru Fantajii Kurisutaru Kuronikuru?, lit. "The Princess of Light and Darkness and the Tower of World Conquest: Final Fantasy Crystal Chronicles") é um jogo de vídeo game desenvolvido pela Square Enix para o serviço WiiWare do Nintendo Wii. Este título faz parte da série Final Fantasy Crystal Chronicles.

História[editar | editar código-fonte]

Como o título sugere, My Life as a Darklord é uma sequência direta de Final Fantasy Crystal Chronicles: My Life as a King.
A protagonista, Mira, é a filha do Darklord, o antagonista do jogo anterior. Ela vive em uma torre que deve defender de aventureiros que estão a invadir e conquista-la, usando como armas seus monstros e armadilhas.[1]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

My Life as a Darklord foi revelado na Conferencia de Desenvolvedores de Jogos em 2009, seguido do outro título também para o WiiWare Final Fantasy IV: The After Years.[1]

Recepção[editar | editar código-fonte]

My Life as a Darklord recebeu análises positivas. A IGN concedeu a nota 8.1 em uma escala de 10, comentando ser "um divertido jogo de estratégia e um título de destaque no WiiWare", elogiando o jogo e que "as limitações do WiiWare são aparentes"..[2]
A Eurogamer concedeu a nota 7 em uma escala de 10, louvando a profundidade da jogabilidade, mas queixando-se que sem a aquisição de qualquer parte do conteúdo para download, o jogador tem "pouco espaço para mergulhar a fundo nas profundezas táticas que o conceito do jogo oferece".[3]

O jogo também recebeu a nota de 71.78% da GameRankings.[4]

Conteúdo adicional[editar | editar código-fonte]

Assim como no jogo anterior, a Square Enix anunciou que este também teria conteúdo adicional para download, como níveis, novos objetos e novos personagens, que podem ser adquiridos através de Wii Points.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]