Finlandeses

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Finlandeses
Suomalaiset
Alvar-Aalto-1976.jpgHyypia.jpgPaavo Nurmi (Antwerp 1920).jpg
Martti Ahtisaari-cropped.jpgKiira KORPI Nebelhorn Trophy 2009 Podium.jpg
Kimi Raikkonen 2008.jpgUrho-Kekkonen-1960.jpg
Mika4.jpgTarja Turunen at Obras Stadium 2008 02.jpg
Alvar AaltoSami HyypiäPaavo Nurmi
Martti AhtisaariKiira Korpi
Kimi RäikkönenUrho Kaleva Kekkonen
Mika HäkkinenTarja Turunen
População total

8 milhões

Regiões com população significativa
 Finlândia aprox. 4.900.000 [1]
 Estados Unidos 700.000 [2]
 Suécia 470.000
 Canadá 140.000 [3]
 Brasil 90.000 [4]
 Rússia 20.988 (2006) [5]
 Alemanha 16.000 (2002) [6]
 Noruega 15.000-60.000 incluindo os kvens [7] [8]
 Reino Unido 11.228 [9]
 Estónia 11.000 [10]
 França 6.000 (2005)
 Espanha 5.000 (2001) [6]
Suíça 2.656 (2002) [11]
 Países Baixos 2.087 (2006) [12]
 Dinamarca 2.084 (2002)
Línguas

Finlandês
Sueco

Entre as línguas relacionadas ao finlandês estão o estoniano, o careliano, o vépsio, o võro e, em menor escala,
todos os idiomas fino-úgricos.
Religiões
Paganismo finlandês e cristianismo católico de 1050 até o século XVI;[13] atualmente predomínio do
protestantismo (luteranismo), com minorias ortodoxa e católica.

O termo finlandês (em finlandês: suomalaiset; em sueco: finnar, para os finlandeses étnicos, ou finländare, para os cidadãos da Finlândia) se refere ao grupo étnico historicamente associado com a Finlândia (ou Fenoscândia),[14] [15] bem como a todos os habitantes daquele país.

O termo também pode se referir ao restante dos grupos étnicos nativos que habitam aquele país, como a população de fala sueca e os lapões, além de populações minoritárias que vivem nos países vizinhos mas que têm características étnicas finlandesas, como os kvens, da Noruega, a população que fala o finlandês e os tornedálios, da Suécia, e os finlandeses íngrios, da Rússia.

Os finlandeses podem ser divididos de acordo com os dialeto em subgrupos chamados tradicionalmente de heimo (lit. "tribo"), porém estas divisões vêm tornando-se menos importantes com o aumento das migrações internas.

Linguisticamente o finlandês, falado pela maior parte dos finlandeses, tem um parentesco mais acentuado às outras línguas balto-fínicas, como o estoniano e o careliano, enquanto o sueco, falando pelos finlandeses suecos, não tem qualquer relação com estes idiomas e faz parte da família linguística indo-europeia. O finlandês apresenta uma série de empréstimos do sueco, além de outras línguas germânicas e indo-europeias, que datam de diferentes camadas cronológicas, enquanto o sueco tem alguns poucos empréstimos dos idiomas balto-fínicos. Geneticamente, os finlandeses parecem ser um grupo razoavelmente homogêneo, com uma herança genética partilhada por outras etnias europeias.[16] [17]

Uso da língua[editar | editar código-fonte]

No uso da linguística finlandesa, a pessoa finlandesa (finlandês: suomalainen) é uma nação com duas línguas, finlandês (na Finlândia cerca de 92% falantes da população) e sueco: (cerca de 5,5% da população da Finlândia). O termo "Finlandês suecófonos" (finlandês que fala sueco) é suomenruotsalainen em finlandês.

A autodesignação do finlandês que fala sueco na língua sueca é finlandssvenskar ("finlandês-sueco"). No uso linguístico finladês-sueco é possivel fazer a seguinte especificação: a nação consiste em falantes finlandeses (finlandês-sueco: finnar) e falantes suecos (finlandês-sueco: finlandssvenskar) que junto com a pouca minoria constitui a pessoa finlandesa (finlandês-sueco: finländare). Essa distinção não é feita sempre pelos falantes suecos fora da Finlândia, onde o termo finländare é pouco conhecido, e também não por todos os finlandese-suecos, alguns preferem se designar como finaar.

Referências

  1. Finland. CIA, The World Factbook
  2. Ancestry 2000 - Angela Brittingham e G. Patricia de la Cruz
  3. [1]
  4. Penedo, um pedaço da Finlândia no Brasil. revista Partes
  5. 2006 Census Table : Australia
  6. a b Euroopassa asuneet Suomen kansalaiset maittain 1971-2002 (visitado em 11-21-2007). (em finlandês)
  7. St.meld. nr. 15 (2000-2001) " http://odin.dep.no/krd/norsk/dok/regpubl/stmeld/016001-040003/hov005-bn.html Om nasjonale minoriteter i Norge
  8. Saressalo, L. (1996), Kveenit. Tutkimus erään pohjoisnorjalaisen vähemmistön identiteetistä. Suomalaisen Kirjallisuuden Seuran Toimituksia, 638. Helsinque.
  9. BBC Born Abroad Finland - BBC News
  10. Estatísticas Populacionais - Ministério de Assuntos Exteriores da Estônia, 2007.
  11. Instituto de Migração (Finlândia)
  12. Suomen suurlähetystö, Haag : Tietoa Alankomaista : Kahdenväliset suhteet
  13. Cristianização a partir do século XI em diante (ambas as religiões co-existiram durante séculos)
  14. "Finn", The Oxford Dictionary of English (ed. revisada). Ed. Catherine Soanes e Angus Stevenson. Oxford University Press, 2005. Oxford Reference Online. Oxford University Press. Tampere University of Technology. 3 de agosto de 2007 [2]
  15. Ollila, Anne. Perspectives to Finnish Identity,. Scandinavian Journal of History, volume 23, números 3-4, 1 de setembro de 1998, pp. 127-137(11) (visitado em 6-10-2006).
  16. "Como as circunstâncias sócio-econômicas, ecológicas e genéticas dos dois grupos populacionais são iguais, a vida ativa mais longa dos falantes de sueco é difícil de ser explicada através de fatores convencionais associados aos riscos à saúde." Markku T. Hyyppä and Juhani Mäki: Social participation and health in a community rich in stock of social capital
  17. Rootsi, S., Zhivotovsky, L. A., et al. (2006). A counter-clockwise northern route of the Y-chromosome haplogroup N from Southeast Asia towards Europe. European Journal of Human Genetics. [3] (PDF).
Ícone de esboço Este artigo sobre etnologia ou grupos étnicos é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.