Firestone Tire and Rubber Company

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Firestone Tire and Rubber Company
Tipo Fábrica de Pneus
Fundação 1900
Sede  Estados Unidos
Pessoas-chave Mark A. Emkes, CEO

Ken W. Weaver, CEO, Firestone Diversified Products

Empregados 23.000
Produtos Pneus
Lucro Aumento $2.09 billion USD (2004)
Página oficial www.firestone.com.br
Ouça o artigo (info)
Este áudio foi criado a partir da revisão datada de 03/09/2010 e pode não refletir mudanças posteriores ao artigo (ajuda com áudio).

Mais artigos audíveis

Firestone Tire and Rubber Company é uma fábrica de pneus fundada em 1900 por Harvey Firestone e que foi comprada pela empresa japonesa Bridgestone, também do ramo de pneus.

História[editar | editar código-fonte]

Harvey Firestone

A Firestone foi fundada em 3 de agosto de 1900, em Ohio (EUA), com o nome de Firestone Tire & Rubber Company, pelo jovem empreendedor Harvey Firestone,[1] com um capital inicial de US$ 20 mil. Inicialmente, a empresa fabricava pneus para carruagens e contava, então, com 12 empregados. Desde o início, Firestone se preocupou com a constante melhoria da qualidade de seus produtos. Por esta razão, seus pneus foram escolhidos por Henry Ford, fundador da Ford Motor Company, para equipar o primeiro automóvel produzido em série. Em 1938, quando Firestone morreu, aos 69 anos, a companhia já tinha várias fábricas espalhadas pelo mundo - a unidade brasileira iniciaria suas operações um ano depois, em Santo André.

Segunda Guerra Mundial[editar | editar código-fonte]

Durante a Segunda Guerra Mundial, a Firestone, além de pneus, passou a produzir asas de avião, esteiras para tanques, caminhões antiaéreos e tanques de oxigênio. Com o aumento da demanda por veículos importados e seus componentes, após o fim da guerra, as vendas da Firestone chegavam à marca de US$ 1 bilhão em 1953. Onze anos depois, a empresa adquiriu a divisão de pneus da Seiberling Rubber Co. nos EUA. Em seus mais ambiciosos investimentos até então, a companhia comprou 300 lojas de serviços automotivos da J.C. Penney, em 1983, com o objetivo de diversificar suas atividades como produtora de pneus.

Aquisição pela Bridgestone[editar | editar código-fonte]

A união com a Bridgestone aconteceu em 1988, quando a empresa sediada no Japão adquiriu a Firestone por US$ 2,6 bilhões. Em seguida, a Bridgestone anunciou um plano de investimentos da ordem de US$ 1,5 bilhão nas operações da empresa e, um ano depois, surgia a Bridgestone Americas Holding, que incorpora as operações da Bridgestone do Brasil nas Américas.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.