First Lego League

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Troféus da FLL.
Modelo confeccionado para o Scandinavian FLL Project Leader Meeting (Aarhus, 2006).
World Robot Olympiad (Taiwan, 2006).
World Robot Olympiad (Taiwan, 2006).

A FIRST LEGO League (FLL) é um programa internacional sem fins lucrativos, para jovens com idades de 9 a 14 anos nos Estados Unidos da América e no Canadá, e de 9 a 16 anos nos demais países, no Brasil, de 9 a 15 anos.

A FLL foi criada pela Fundação FIRST ("For Inspiration and Recognition of Science and Technology") com a ajuda do LEGO Group com a finalidade divulgar o conceito da FIRST, de inspirar e celebrar a ciência e a tecnologia entre os jovens, utilizando contextos do mundo real. A cada ano o programa baseia-se num tema diferente, relacionado com as ciências e a comunidade internacional. Assim, cada desafio dentro da competição é ligado a esse tema.

A prova de robótica envolve utilizar princípios de engenharia para criar e programar um robô de um material desenvolvido pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT) em parceria com o LEGO Group: o LEGO Mindstorms. O robô, construído em equipe pelos jovens, terá que cumprir várias tarefas e soluções ligadas ao tema selecionado para o ano. Durante a temporada, as equipes de jovens reunem-se para projetar e partilhar os seus conhecimentos e idéias. Desse modo, a FLL visa despertar nos jovens o entusiasmo pela descoberta, a ciência, a tecnologia e o empreendedorismo. As equipes de jovens, orientadas pelo seu treinador e assistidas por mentores:

  • pesquisam e buscam soluções para problemas do dia-a-dia, sobre um tema escolhido pelos organizadores a cada ano;
  • apresentam as suas pesquisas e propostas de solução;
  • constroem um robô autónomo com o emprego de conceitos de engenharia.
  • encoraja os jovens participantes a pensar como cientistas e engenheiros;
  • proporciona divertimento, criatividade, e experiência na aprendizagem prática;
  • estimula os jovens a experimentar e ultrapassar obstáculos;
  • cria auto-estima e confiança nos participantes;
  • inspira os jovens a participar na ciência e na tecnologia.

Os torneios[editar | editar código-fonte]

A culminância de cada temporada são torneios, provas que os robôs devem cumprir sobre uma mesa denominada "tapete". As equipes necessitam disputar, no mínimo, três provas nas "Missões com robôs". A pontuação que conta é a mais elevada das três. As equipes também necessitam fazer para o público, em cinco minutos, uma apresentação do seu trabalho. O tema de 2008/2009 foi "Mudanças Climáticas", o de 2009/2010 é "Transportes Inteligentes", o de 2011 foi o tema "Body forward", que se trata de corpo humano. No ano de 2012 o tema foi "Food Factor", que se trata sobre alimentação. Em 2013, o tema foi "Nature's Fury", traduzido, Fúrias da Natureza.

Durante o torneio cada equipa é entrevistada pelos juízes, que são peritos em suas áreas. Os juízes avaliam a qualidade de pesquisa, a técnica de construção do robô, o nível da compreensão científica e a qualidade da apresentação. Instruções especiais foram concebidas por especialistas em educação, de modo a auxiliar os juízes na avaliação e na pontuação. Ao fim do dia de competição existe uma cerimônia de entrega de troféus.

Os torneios são disputados sequencialmente:

  • Torneios Locais - como o nome indica, são de menor porte, envolvendo aproximadamente 30 equipes
  • Torneios Nacionais - de maior dimensão e importância, envolvem aproximadamente 50 equipes, as vencedoras nos torneios locais
  • Torneio Internacional - é a culminância da temporada, envolvendo os vencedores dos torneios nacionais, disputado por até 80 equipes.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.