Flávio Venturini

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Flávio Venturini
Informação geral
Nome completo Flávio Hugo Venturini
Nascimento 23 de julho de 1949 (64 anos)
Origem Belo Horizonte
País  Brasil
Gênero(s) MPB
Pop
Rock
Rock progressivo
Instrumento(s) Voz
Teclado
Piano
Violão
Período em atividade 1974 - presente
Afiliação(ões) O Terço
14 Bis
Milton Nascimento
Renato Russo
Página oficial www.flavioventurini.com.br

Flávio Venturini (Belo Horizonte, 23 de julho de 1949) é um cantor, músico e compositor mineiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Flávio Venturini nasceu em Belo Horizonte, em 23 de julho de 1949. Descobriu a música aos 3 anos de idade. Aos 15 anos começou sua formação musical. Acordeon foi o seu primeiro instrumento. Logo depois ganhou de seu pai um piano, e assim começou seus estudos na Fundação de Educação Artística" de Belo Horizonte, onde estudou percepção musical e piano.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Foi revelado nos anos 1970 pelo movimento Clube da Esquina, que também revelou Milton Nascimento, Lô Borges, Beto Guedes, entre outros. Participou do grupo musical O Terço[1] , entre 1974 e 1976, antes de criar em 1979 o grupo 14 Bis, pelo qual fez sucesso entre 1980 e 1989, quando saiu do grupo para seguir carreira solo[1] , também com grande sucesso.

Entre seus principais sucessos, como compositor ou intérprete, estão "Todo Azul do Mar", "Linda Juventude", "Planeta Sonho", "Nascente" (a canção que mais foi regravada, por artistas brasileiros e estrangeiros[carece de fontes?]), "Nuvens", "Espanhola" (parceria com Guarabyra, da dupla Sá e Guarabyra), que é sua música mais conhecida e foi um grande hit entre 1986 e 1987; e "Mais Uma Vez" (parceria com Renato Russo, líder da Legião Urbana, que foi gravada originalmente pelo 14 Bis em 1987 e ganharia uma nova versão em 2003[2] , apenas com a voz de Renato e incluída na trilha sonora da telenovela Mulheres Apaixonadas). Da carreira-solo, destacam-se, entre outras músicas, "Princesa", "Besame" e "Céu de Santo Amaro".

Discografia[editar | editar código-fonte]

Clube da Esquina[editar | editar código-fonte]

O Terço[editar | editar código-fonte]

14 Bis[editar | editar código-fonte]

  • 1979 - 14 Bis
  • 1980 - 14 Bis II
  • 1981 - Espelho das Águas
  • 1982 - Além Paraíso
  • 1983 - A Idade da Luz
  • 1985 - A Nave Vai
  • 1987 - Sete
  • 1987 - Ao Vivo

Nota: todos os álbuns do 14 Bis ainda com a participação de Flávio Venturini foram lançados pela EMI-Odeon.

Solo[editar | editar código-fonte]

  • 1982 - Nascente (EMI/Odeon)
  • 1984 - O Andarilho (EMI/Odeon)
  • 1990 - Cidade Veloz (Chorus/Som Livre)
  • 1992 - Ao Vivo (Som Livre)
  • 1994 - Noites com Sol (Velas)
  • 1996 - Beija-Flor (Velas)
  • 1997 - Flavio Venturini e Toninho Horta no Circo Voador (Dubas)
  • 1998 - Trem Azul (EMI/Odeon)
  • 1999 - Linda Juventude (Som Livre) (lançado em CD e DVD)
  • 2003 - Porque Não Tinhamos Bicicletas (Trilhos)
  • 2005 - Luz Viva (Trilhos)
  • 2005 - Aquela Estrela (Trilhos)
  • 2006 - Canção Sem Fim (Trilhos)
  • 2009 - Não Se Apague Esta Noite (Trilhos/Som Livre) (lançado em CD e DVD)
  • 2013 - Venturini

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Accordrelativo20060224.png Este artigo sobre um(a) músico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.