Fleetwood Mac

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fleetwood Mac
O Mac em St. Paul, Minnesota 3 de Março de 2009.
Informação geral
Origem Londres, Inglaterra
País  Reino Unido
Gênero(s) Blues (1967)
Blues-rock (1968-1969)
Hard Rock (1970-presente)
Período em atividade 1967 - atualmente
Gravadora(s) Blue Horizon
Epic
Reprise
Warner Bros.
Sire
CBS Europe
Columbia UK
Sanctuary
Afiliação(ões) John Mayall & the Bluesbreakers
Eddie Boyd
Chicken Shack
Buckingham Nicks
Página oficial fleetwoodmac.com

Fleetwood Mac é um grupo anglo-americano de rock, formado em 1967, quando o guitarrista e compositor Peter Green e o baixista John McVie deixaram o John Mayall & the Bluesbreakers para formar seu próprio grupo. A formação completou-se com o vocalista e guitarrista Jeremy Spencer e o baterista Mick Fleetwood.

Baseado na Califórnia desde os anos 70, o 'Mac' já teve diversas formações, a mais famosa delas depois da entrada de Stevie Nicks e Lindsey Buckingham em 1974, mas sua seção rítmica, com Mick Fleetwood na bateria e John Mcvie no contrabaixo, permanece a mesma desde a sua criação, há mais de quarenta anos.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Apareceram pela primeira vez no British National Jazz & Blues Festival, em agosto daquele ano, com o nome de Peter Green's Fleetwood Mac, assinando em seguida com o empresário/produtor de blues Mike Vernon, do selo Blue Horizon. Peter Green já era conhecido como cantor de blues e guitarrista, e o Fleetwood Mac, como passou logo a ser chamado, tornou-se pioneiro no movimento de blues na Inglaterra, tendo sucesso imediato.

No final de 1968, Peter Green introduziu no grupo seu protegido, o jovem guitarrista Danny Kirwan, sendo substituído por Bob Weston (guitarrista) em 1972 (e demitido em 1974),[2] . O Fleetwood Mac se tornou assim, a única banda com três guitarristas, sendo eles capazes de criar e tocar seu próprio repertório. Estavam entre os maiores sucessos da Grã-Bretanha, embora ainda não conseguissem atingir o mercado norte-americano.

Em 1969, o estilo de Peter Green começou a revelar um afastamento do puro blues e, em maio de 70, num acesso de misticismo, ele resolveu deixar o grupo e a vida musical.

Com sua estrutura profundamente abalada, o Fleetwood Mac se afastou por alguns meses, voltando no fim do ano com o álbum "Kiln House", que seria o trampolim para seu futuro sucesso nos EUA.

No ano seguinte, foi a vez de Jeremy Spencer: durante uma turnê pelos EUA, ele desapareceu em Los Angeles, sendo encontrado dias depois num templo da seita Meninos de Deus, disposto a ficar por lá e abandonar a carreira musical. Sua decisão fora tomada após ter sido abordado na rua por um membro da seita, e era mais surpreendente devido ao fato dele ser um verdadeiro humorista de palco, fazendo memoráveis sátiras de Elvis Presley e Buddy Holly, e normalmente alheio à religiosidade.

Depois de novo afastamento devido a este último golpe, o grupo voltou. Mas devido também às muitas alterações ocorridas na formação e o fracasso dos LP lançados então, chegou novamente à dissolução.

Foi nessa época, em 1972, que o empresário Clifford Davis criou um outro Fleetwood Mac, sem nenhum dos integrantes originais, para substitui-los. Mas John McVie entrou com uma ação na justiça contra o grupo falso e ganhou.

A partir daí, novos ventos sopraram sobre o verdadeiro grupo: o casal Nicks e Buckingham se associou ao grupo e, com nova formação (Christine McVie nos vocais e teclados, Mick Fleetwood na bateria, John McVie no baixo, Stevie Nicks nos vocais e Lindsey Buckigham na guitarra), o grupo voltou a ocupar seu lugar nas paradas de sucesso e a ganhar discos de ouro e platina.

Stevie Nicks tem uma carreira solo, com vários álbuns lançados. Mick Fleetwood e Lindsey Buckingham em 1982 também lançaram LP's individuais: "The Visitor", e "Law And Order", respectivamente.

Formação atual[editar | editar código-fonte]

  • Stevie Nicks - vocal
  • Mick Fleetwood - bateria
  • John McVie - baixo
  • Lindsey Buckingham - vocal, guitarra

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • 1968 - Peter Green's Fleetwood Mac
  • 1968 - Mr. Wonderful
  • 1969 - English Rose
  • 1969 - The Pious Bird of Good Omen
  • 1969 - Then Play On
  • 1969 - Fleetwood Mac in Chicago
  • 1970 - Kiln House
  • 1971 - The Original Fleetwood Mac
  • 1971 - Future Games
  • 1971 - Greatest Hits
  • 1972 - Bare Trees
  • 1973 - Penguin
  • 1973 - Mystery to Me
  • 1974 - Heroes Are Hard To Find
  • 1975 - Fleetwood Mac
  • 1977 - Rumours
  • 1979 - Tusk
  • 1980 - Live
  • 1982 - Mirage
  • 1987 - Tango in the Night
  • 1988 - Greatest Hits
  • 1990 - Behind the Mask
  • 1995 - Time
  • 1997 - The Dance
  • 2003 - Say You Will
  • 2005 - "Live in Boston"
  • 2013 - "Extended Play - EP"

Referências

  1. site oficial Fleetwood Mac
  2. Ex-guitarrista do Fleetwood Mac é achado morto Jornal Gazeta do Povo - acesso em 1° de fevereiro de 2012]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]