Flora vaginal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lactobacilos e uma célula escamosa vaginal

O termo flora vaginal refere-se à flora da vagina. A vagina humana possui uma concentração de bactérias maior do que qualquer parte do corpo com exceção do cólon. As bactérias da flora vaginal foram descobertas pelo ginecologista alemão Albert Döderlein em 1892. Estas bactérias consistem principalmente de lactobacilos[1] e são coletivamente chamadas de flora vaginal. A quantidade e o tipo de bactérias presentes na vagina possui importantes implicações para a saúde geral da mulher. Estas bactérias e o ácido lático que produzem, em combinação com os fluidos secretados durante a excitação sexual, possuem grande importância na origem do característico odor associado à área vaginal.

Menstruação[editar | editar código-fonte]

Durante a menstruação, a concentração da flora vaginal é diminuída.[2] O efeito do uso de absorventes internos na flora vaginal é debatido, mas a utilização de absorventes internos estéreis não aparentou modificar significantemente a presença bacteriana.

Prevenção de doenças[editar | editar código-fonte]

Uma flora vaginal saudável ajuda na prevenção de candidíases e outros possíveis problemas.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências