Florence Aubenas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Florence Aubenas
Nascimento 6 de Fevereiro de 1961
Bruxelas, Bélgica
Nacionalidade França Francesa[1]
Ocupação Jornalista, escritora

Florence Aubenas é uma jornalista francesa. Nasceu na Bélgica em Fevereiro de 1961. Trabalhou para o jornal Le Matin e para a revista Le Nouvel Économiste, antes de se tornar grande repórter no diário Libération. Foi raptada no Iraque a 5 de Janeiro de 2005, e liberada em 11 de junho de 2005.

Florence Aubenas fez os seus estudos secundários em Bruxelas, e estudou depois no Centre de formation des journalistes (Centro de Formação de Jornalistas), em França. Graduou-se em 1984. Fez reportagem de diversos acontecimentos no Ruanda, no Kosovo, no Afeganistão[1] , na Argélia e no Iraque, para lá de reportagem judiciária em França.

Rapto[editar | editar código-fonte]

Florence Aubenas foi raptada em Bagdade em 5 de Janeiro de 2005, juntamente com o seu guia Hussein Hanoun al-Saadi.

Florence Aubenas.

Cassete de 1 de Março de 2005[editar | editar código-fonte]

Uma cassete encontrada no Iraque a 1 de Março mostra Florence Aubenas no seu cativeiro, durante 26 segundos e falando em inglês. Parecia muito abatida pela sua detenção e declarando ter problemas de saúde e dificuldades psicológicas. No final da gravação, Florence Aubenas pedia ajuda ao deputado Didier Julia. A gravação não contém referências ao seu guia Hussein Hanoun al-Saadi.

As autoridade francesas e a família declararam que uma outra gravação tinha-lhes sido entregue cerca de uma semana antes.

Publicações[editar | editar código-fonte]

  • La fabrication de l'information (com Miguel Benasayag), Paris, 1999, Ed. La Découverte. (ISBN 978-2-7071-3112-6)
  • Résister, c'est créer (com Miguel Benasayag), Paris, 2002, Ed. La Découverte (ISBN 978-2-7071-5609-9)

Apoio[editar | editar código-fonte]

Foram criados diversos comités de apoio aos reféns. No 100° dia do seu cativeiro, a 15 de Abril de 2005, diversos meios de comunicação social associaram-se a manifestações de apoio a Florence Aubenas. Foram também lançadas várias petições, tais como esta: Petição para Florence Aubenas e Hussein Hanoun

Referências

  1. a b Profile: Florence Aubenas BBC News (12 de junho de 2005). Página visitada em 4 de agosto de 2011.