Floresta do Cedro Gouraud

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vista do cedro Gouraud em novembro de 2011
Cedro Gouraud está localizado em: Marrocos
Cedro Gouraud
Localização do cedro Gouraud em Marrocos

A floresta do cedro Gouraud é uma área florestal povoada de cedros do Atlas situada na cordilheira do Médio Atlas, no norte de Marrocos, a leste de Azrou. Deve o seu nome a um enorme cedro a que foi dado o nome do general francês Henri Joseph Eugène Gouraud (1867–1946), que o descobriu entre 1912 e 1914, quando era vice-comandante das forças francesas que institíram o Protetorado Francês de Marrocos e que ficou impressionado pelas suas dimensões.[1]

O cedro encontra-se 9 km a leste de Azrou, 20 km a sul de Ifrane e 90 km a sul de Fez. Diz-se que terá entre 800 e 900 anos, e que por isso é o mais antigo cedro do Atlas do mundo. Tem 35 metros de altura, o tronco tem 10 m de perímetro e o que era a copa tinha uma característica forma de candelabro.[2] Está morto desde 2003, mas é mantido de pé.[3]

O cedro e a área em volta é um ponto turístico popular, onde há algumas lojas de turistas e são organizados passeios em burros ou a pé para ver a floresta[2] e os relativamente numerosos macacos-de-gibraltar (ou da Barbaria, Macaca sylvanus).[4] Estes são uma espécie ameaçada, e os desta área habituaram-se a pedir e roubar comida aos turistas.[2] As árvores são muito afetadas por pragas de larvas processionárias (Thaumetopoea pityocampa).[1] A floresta em geral e sofrem também com a o excesso de pastoreio e pela exploração de mel selvagem, cuja extração envolve fazer fogo junto aos troncos dos cedros.[3]

A acreditar em algumas histórias cuja fiabilidade é difícil de averiguar, o que está marcado como o cedro de Gouraud não é o "original". Na verdade, há vários cedros com dimensões semelhantes e alguns dizem que a tabuleta era mudada pelos macacos. Há também uma história segundo a qual o "verdadeiro" cedro de Gouraud teria caída no virar do século XX para o século XXI e que teria então 1 080 anos. Há ainda quem diga que nas imediações haveria um outro cedro monumental batizado com o nome do comandante de Gouraud, Hubert Lyautey.[1]

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c Ellingham, Mark; McVeigh, Shaun; Jacobs, Daniel; Brown, Hamish. The Rough Guide to Morocco (em inglês). 7ª ed. Nova Iorque, Londres, Deli: Rough Guide, Penguin Books, 2004. 824 p. p. 292. ISBN 9-781843-533139
  2. a b c McGuinness, Justin. Morocco: The Travel Guide (em inglês). [S.l.]: Footprint Press Travel Guides, 2003. 560 p. ISBN 1-903471-63-X
  3. a b El Aouene, Mohamed (25 de abril de 2003). Environnement : l'agonie du cèdre-Gouraud à Azrou (em francês). Le Matin. maghress.com. Página visitada em 16 de julho de 2012.
  4. Hogan, C. Michael (19 de dezembro de 2008). Barbary Macaque - Macaca sylvanus (em inglês). globaltwitcher.auderis.se. Página visitada em 16 de julho de 2012.


Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Marrocos, integrado ao Projeto África é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.