Fokker F28

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Fokker F28
New Zealand PW-51.svg
Fokker F28 nas cores do Fabricante, em 1972
Descrição
Tipo Avião comercial
Fabricante Países Baixos Fokker
Primeiro voo 9 de maio de 1967 (47 anos)
Capacidade de
passageiros
65 passageiros
Dimensões
Comprimento 27,40 metros
Envergadura 25,07 metros
Altura 8,47 metros
Pesos
Peso máx. decolagem 33.110 kg
Performance
Velocidade máxima 678 a 843 km/h
Altitude máxima 12.575 metros
Distâncias de decolagem
Pista min. decolagem 1.850 metros

O Fokker F28 Fellowship é uma aeronave de porte médio projetada e construída pela indústria aeronáutica holandesa Fokker para atender mercados domésticos e regionais.

História[editar | editar código-fonte]

O F28 Fellowship foi desenvolvido para complementar o já bem sucedido turboélice Fokker F27 Friendship. A Fokker iniciou o seu desenvolvimento em 1960 depois de perceber que o mercado carecia de um maior desempenho (ou seja, motores a jato) e aviões de maior capacidade em comparação com o F27. Os primeiros detalhes do F28 foram divulgados em abril de 1962, e a produção da aeronave começou em 1964. O primeiro dos três protótipos voou pela primeira vez em 9 de maio de 1967, com certificação e entrega ao primeiro cliente ocorrendo ambas em 24 de fevereiro de 1969. É o predecessor do Fokker MK-28, conhecido como Fokker 100.

O F28 foi desenvolvido em uma gama de modelos (vide derivações abaixo). A produção inicial foi do MK 1000, que possuía entre 55 e 65 assentos. O MK 2000 foi essencialmente semelhante, mas contou com um alongamento da fuselagem de 2,21 m, aumentando a capacidade máxima para 79.

Os MKs 5000 e 6000 foram baseados nos MK 1000 e MK 2000, respectivamente, mas introduziu uma asa de extensão mais longa (1,49 m). Essas versões não atrairam o interesse das companhias aéreas, e apenas dois MK 5000 e MK 6000 foram construídos. Outra versão que não fez muito sucesso foi o MK 6600, que teria sido estendido 2,21 m a mais, permitindo uma capacidade de até 100 assentos em um layout de alta densidade e foi destinado a companhias aéreas japonesas.

Os últimos modelos produzidos foram os MK 3000 e MK 4000, novamente com base no MK 1000 e MK 2000, respectivamente. Ambos introduziram uma série de melhorias.

Derivações[editar | editar código-fonte]

  • Mk 1000 Fellowship
  • Mk 1000 C - Cargueiro
  • Mk 2000 - Aumento na fuselagem
  • Mk 5000 - Slots e maior envergadura das asas
  • MK 6000 - Aumento na fuselagem
  • MK 6600 - Aumento na fuselagem

Características[editar | editar código-fonte]

Birreator a jato para 65 passageiros, motorização Bristol Siddeley BS.75, mais tarde substituídos pelos Rolls-Royce Spey.

Aeronaves Construídas e em Operação[editar | editar código-fonte]

Foram construídas e entregues 245 unidades, dos quais cerca de 50 estão em operação.

A falência da Fokker Aircraft[editar | editar código-fonte]

A falência ocorreu em 1996, após uma tentativa fracassada de salvamento por parte da corporação DASA / Daimler Chrysler européia.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um avião, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.