Food Not Bombs

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Food Not Bombs
Sítio oficial www.foodnotbombs.net

Food Not Bombs é um grupo de coletivos independentes, que servem comida vegana e vegetariana grátis a outras pessoas. A ideologia do grupo Food Not Bombs é que as prioridades de inúmeras corporações e do governo são deturpadas para permitir que a fome exista no meio da abundância. Para demonstrar isso (e reduzir os custos), uma grande quantidade da comida servida pelo grupo é excedente de alimentos de mercearias, padarias e mercados que, de outra forma, iria para o lixo. Este grupo apresenta uma forma de ativismo franqueado.

Princípios[editar | editar código-fonte]

O grupo servindo refeições grátis.

Food Not Bombs é um movimento global totalmente voluntário que compartilha refeições veganas como um protesto à guerra e à pobreza. Cada membro do grupo coleta comida que seria desperdiçada pelos estabelecimentos, assim como doações de fazendeiros locais e, algumas vezes, praticando o dumpster diving (procurar comida no lixo). Em seguida eles preparam a refeição comunitária que é servida de graça para qualquer um que esteja com fome. As crenças centrais do grupo são:[1]

  • Sempre vegano ou vegetarian e gratis para qualquer um.
  • Cada companheiro é independente e autônomo e toma decisões usando o processo de consenso.
  • Food not bombs é dedicado a não violência.

Food Not Bombs trabalha para chamar atenção para a pobreza e o desabrigo na sociedade distribuindo comida em locais públicos, facilitando o agrupamento de pessoas pobres e sem-teto.

Qualquer um que quiser cozinhar deve cozinhar, e qualquer um que quiser comer deve comer. Food Not Bombs esforça-se para incluir todos.[2]

Envolvimento contínuo do FNB no Movimento "Occupy Wall Street"[editar | editar código-fonte]

Grupos Food Not Bombs involveram-se fortemente no apoio aos campos de ocupação em todos os EUA. O uso de consenso, apoiando comunidades urbanas de sem-tetos, e alimentando massivamente os ocupantes através de doações são especialidades do Food Not Bombs que tem visto uma demanda acima do esperado.[3]

Em um caso, uma cozinha do Food Not Bombs foi removida durante um confronto com a polícia durante o Occupy San Francisco em meados de outubro de 2011.[4]

Recentemente, o co-fundador C.T. Lawrence Butler foi estimulado para voltar à cena ativista em Boston e participar do Occupy Boston.[5]

O co-fundador Keith McHenry, que passou boa parte do ano incentivando o surgimento de campos de ocupação norte-americanos durante sua viagens, tem sido um participante entusiasta em muitos campos [6] mesmo quando ele lançou um novo manual do Food Not Bombs.[7]

Há planos em execução para um Encontro Internacional do Food Not Bombs a ser realizado de 20 a 26 de agosto de 2012 em Tampa, Florida – uma semana antes da Convenção Nacional do Partido Republicano.[8]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. November 2011 Principles.
  2. United States Food Not Bombs Groups. Página visitada em 2007-10-21.
  3. How To Provide Meals For Your Occupation Foodnotbombs.net (2011-10-23). Página visitada em 2012-02-26.
  4. Name (required) (2011-10-16). Occupy Wall Street movement: What happened in San Francisco? Adonis49.wordpress.com. Página visitada em 2012-02-26.
  5. C.T. and Wren at Occupy Boston: A Food Not Bombs Homecoming! Hippiechickdiaries.com. Página visitada em 2012-02-26.
  6. Kamph, Stefan (2011-10-05). Food Not Bombs Founder Keith McHenry Tours "Occupy Wall Street" Protests (VIDEO) Blogs.browardpalmbeach.com. Página visitada em 2012-02-26.
  7. HUNGRY FOR PEACE - Food Not Bombs co-founder Keith McHenry's new book out now! Thom Hartmann. Página visitada em 2012-02-26.
  8. Gatherings Foodnotbombs.net. Página visitada em 2012-02-26.

Links externos[editar | editar código-fonte]