Força de Euler

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Na mecânica clássica, a aceleração de Euler, formulada pelo físico e matemático suíço Leonhard Euler, ou aceleração transversal é uma aceleração que surge quando um sistema de referência em rotação não uniforme é utilizado para análise de movimento e existe uma variação na velocidade angular do eixo do sistema de referência.

A força de Euler é uma força fictícia em um corpo que é relacionada à aceleração de Euler por F=ma, onde a é a aceleração de Euler e m é a massa do corpo em questão.[1] [2]

Aceleração de Euler[editar | editar código-fonte]

A direção e a magnitude da aceleração de Euler é dada por


\boldsymbol{a}_\mathrm{Euler} =
- \frac{d\boldsymbol\omega}{dt} \times \mathbf{r}

onde ω é a velocidade de rotação do sistema de referência e r é o vector posição do ponto onde a aceleração é medida relativa ao eixo da rotação.

Força de Euler[editar | editar código-fonte]

Utilizando a aceleração acima, a força de Euler é dada por


\boldsymbol{F}_\mathrm{Euler} =
m \boldsymbol{a}_\mathrm{Euler} =
- m \frac{d\boldsymbol\omega}{dt} \times \mathbf{r} \ ,

onde m é a massa do objecto no qual a força fictícia é exercida.

Referências

  1. Richard H Battin. An introduction to the mathematics and methods of astrodynamics (em inglês). Reston, VA: American Institute of Aeronautics and Astronautics, 1999. p. p. 102. 1563473429.
  2. Jerrold E. Marsden, Tudor S. Ratiu. Introduction to Mechanics and Symmetry: A Basic Exposition of Classical Mechanical Systems (em inglês). [S.l.]: Springer, 1999. p. 251. 038798643X.

Ver também[editar | editar código-fonte]