Forças Aéreas do Exército dos Estados Unidos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Insígnia de ombro da USAAF.

As Forças Aéreas do Exército dos Estados Unidos (United States Army Air Forces ou USAAF em inglês) foram o corpo de aviação militar dos Estados Unidos durante e imediatamente após a Segunda Guerra Mundial. Precursora direta da Força Aérea dos Estados Unidos, em seu ápice, em dezembro de 1943, possuía mais de 2,4 milhões de homens e mulheres ao seu serviço, perto de 80.000 aeronaves e 783 bases domésticas.[1] No Dia da Vitória na Europa possuia 1,25 milhões de homens aquartelados no ultramar e operando em mais de 1.600 aeródromos em todo o mundo.[2]

O Corpo Aéreo tornou-se a Força Aérea do Exército em junho de 1941, para que a arma aérea dispusesse de maior autonomia para se expandir com eficiência, e fornecer uma estrutura para os escalões de comando adicionais exigidos por uma força que se expandia rapidamente. Embora outras nações já possuíssem forças aéreas separadas do exército ou marinha (tal como a Royal Air Force britânica, a Força Aérea Portuguesa e a Luftwaffe alemã), a USAAF permaneceu como parte integrante do US Army.

Referências

  1. Nalty, Bernard C. (1997). "Reaction to the war in Europe", Winged Shield, Winged Sword: A History of the United States Air Force Vol. I, ISBN 0-16-049009-X, pp. 176 e 378.
  2. AAF Statistical Digest, Lista de Tabelas Tabela 215, Airfields in CONUS 1941-1945; Tabela 217, Airfields outside CONUS 1941-1945..

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.