Forças Armadas da Suécia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Forças Armadas da Suécia
Försvarsmakten
Försvarsmakten vapen.svg
Brasão das Forças Armadas da Suécia
País  Suécia
Forças armadas Armén vapen bra.svg Exército da Suécia
Flygvapnet vapen bra.svg Força Aérea da Suécia
Marinen vapen bra.svg Marinha da Suécia
Hemvarnet vapen bra.svg Guarda Nacional Sueca
Signalunderrättelsetjänsten vapen.svg Serviço Nacional de Inteligência-Rádio
Pessoal ativo 15 400 soldados
Orçamento SEK 45,578 bilhões (U$$ ~ 6,46 bilhões) (2012)[1]

As Forças Armadas da Suécia (em sueco: Försvarsmakten) são uma instituição estatal (em sueco: Myndighet) responsável pelas operações das forças armadas da Suécia.

A sua principal tarefa é de treinar, organizar e implementar as forças militares internamente e no exterior, mantendo a capacidade a longo prazo para defender o país em caso de guerra.

Comando[editar | editar código-fonte]

O Comandante Supremo (em sueco: Överbefälhavaren), um General 4 estrelas ou Oficial de Bandeira é também o chefe da agência, e o mais alto oficial hierárquico na ativa. O Comandante Supremo por sua vez reporta-se ao Ministro da Defesa.[2]

Ramos[editar | editar código-fonte]

Existem três ramos de serviço: o Exército (em sueco: Armén), a Força Aérea (em sueco: Flygvapnet) e a Marinha (em sueco: Marinen), os quais são desde 1994, parte da mesma agência.

Recrutamento[editar | editar código-fonte]

As forças militares da Suécia foram por mais de um século construídas sobre os conceitos de serviço militar obrigatório e de defesa territorial, apoiando desde longa data a política oficial de neutralidade e não-alinhamento.

Até o fim da Guerra Fria, quase todos os homens, ao atingir a idade de serviço militar foram conscritos, tendo de cumprir o serviço militar obrigatório.

No verão de 2010, a conscrição em tempos de paz deixou de existir, para ser substituída por um sistema de recrutamento voluntário, através de um curso básico militar para voluntários dos dois sexos (GMU), com a duração de três meses, eventualmente seguido de uma formação complementar, conduzindo a postos permanentes ou contratados.[3]

Missões no exterior[editar | editar código-fonte]

Unidades das Forças Armadas da Suécia têm participado em missões militares no estrangeiro nos últimos 50 anos[4] , com destaque para as intervenções no Congo-Kinshasa, na Bósnia-Herzegovina, no Afeganistão ISAF), no Kosovo, na Líbia (2011), no Paquistão, na Somália, na Coreia do Sul, no Sudão do Sul e no Mali.[5]

Além disso, a Suécia contribui com observadores militares em vários países, e serve como nação líder do Grupo de Combate Nórdico da União Europeia.

Fotos[editar | editar código-fonte]

Algumas unidades das Forças Armadas da Suécia[editar | editar código-fonte]

Ramo Unidade Sigla Localização
Força Aérea Esquadrão de Norrbotten F 21 Luleå
Força Aérea Esquadrão de Skaraborg F 7 Såtenäs
Força Aérea Esquadrão de Blekinge F 17 Ronneby
Força Aérea Esquadrão de Helicópteros Hkpflj Linköping
Força Aérea Escola Prática de Combate Aéreo LSS Uppsala
Marinha Base Naval MarinB Karlskrona
Marinha Regimento Anfíbio Amf 1 Berga
Marinha 4ª Flotilha de Combate Naval 4. sjöstridsflj Berga
Marinha 3ª Flotilha de Combate Naval 3. sjöstridsflj Karlskrona
Marinha 1ª Flotilha de Submarinos 1. ubflj Karlskrona
Marinha Escola Prática de Combate Naval SSS Karlskrona
Exército Regimento de Norrbotten I 19 Boden
Exército Regimento de Artilharia A 9 Boden
Exército Regimento de Defesa Antiaérea Lv 6 Halmstad
Exército Regimento de Reação Rápida K 3 Karlsborg
Exército Regimento de Skaraborg P 4 Skövde
Exército Regimento do Sul da Escânia P 7 Revingehed
Exército Escola Prática de Combate Terrestre MSS Skövde
Forças Armadas Regimento de Comando LedR Enköping
Forças Armadas Academia Militar de Karlberg MHS K Solna
Forças Armadas Academia Militar de Halmstad MHS H Halmstad

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o
Portal da Suécia

Referências

  1. Försvar och samhällets krisberedskap
  2. Försvarets fyra huvuduppgifter (em sueco)
  3. Bengt Sjöberg e Lennart Rönnberg. Värnplikt (em sueco) Enciclopédia Nacional Sueca. Visitado em 22 de fevereiro de 2015.
  4. http://blogg.forsvarsmakten.se/flygvapenbloggen/2011/10/07/50-ar-mellan-insatserna-i-kongo-och-libyen/
  5. Pågående internationella insatser (em sueco) Försvarsmakten. Visitado em 22 de março de 2015.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira da Suécia Suécia
Bandeira • Brasão • Hino • Culinária • Cultura • Demografia • Economia • Forças Armadas • Geografia • História • Ilhas • Penínsulas • Portal • Política • Rios • Subdivisões • Imagens


Ícone de esboço Este artigo sobre a Suécia é um esboço relacionado ao Projeto Europa. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.